Publicidade

Sintram reafirma que na prefeitura distanciamento social não está sendo respeitado

Postado em 17/03/2021 17:35

O Sindicato dos Trabalhadores Municipais de Divinópolis e Região Centro-Oeste (Sintram) prepara o relatório a ser encaminhado ao Ministério Público do Trabalho sobre as medidas de segurança contra a covid-19 adotadas pela Prefeitura de Divinópolis. Na sexta-feira (12), um dia antes de o prefeito Gleidson Azevedo (PSC) reunir prefeitos da região e declarar a onda roxa para o município, o vice-presidente do Sindicato fez uma vistoria em todos os andares do Centro Administrativo.

Na quinta-feira passada (11 de março) venceu o prazo de dez dias concedido pelo MP à Prefeitura, para que fossem sanadas as irregularidades apontadas pelo Sintram em três petições encaminhadas ao órgão. As petições foram frutos de várias vistorias realizadas no ano passado, que possibilitaram ao sindicato verificar que a segurança dos trabalhadores municipais estava totalmente comprometida. O sindicato observou uma série de situações irregulares, inclusive com material inadequado para proteção contra a covid-19. Além disso, a falta de equipamentos de proteção individual foi outra questão grave verificada pelo Sindicato.

A situação foi denunciada ao Ministério Público do Trabalho pelo Sindicato, que está concluindo o inquérito instaurado. O relatório da vistoria feita no Centro Administrativo na última sexta-feira será anexado ao inquérito para que o MP possa apresentar sua conclusão.

Advertisement

A inspeção feita no Centro Administrativo ocorreu na sexta-feira, quando o município ainda se encontrava na onda vermelha e o serviço público municipal já havia adotado o sistema de rodízio na carga horária. Por essa razão, não foram identificadas aglomerações de servidores. Entretanto, a disposição das mesas mostrou que na maioria dos setores, o distanciamento não está sendo respeitado. “Basicamente esse foi o principal problema que encontramos na vistoria. As mesas estão muito próximas em boa parte dos setores, o que inevitavelmente vai provocar aglomeração de servidores, quando todo o efetivo estiver cumprindo carga horária normal. Vamos encaminhar o relatório ao MP, mas podemos avaliar que a atuação do Sindicato já promoveu bons resultados, se compararmos com a situação que encontramos no ano passado”, explicou Wellington Silva.

FOTO: Comunicação Sintram

Comente! *Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Publicidade
Veja também
Publicidade
Publicidade
Publicidade
plataforma ead
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
error: Este conteúdo é protegido!