Publicidade

Vereador Eduardo Azevedo apresenta projeto de lei que proíbe eventos com verba pública que promovam sexualização de crianças

Postado em 27/05/2021 19:16

“Enquanto eu for vereador, ninguém vai usar dinheiro ou espaço público para promover sexualização de crianças” afirmou Eduardo.

O vereador Eduardo Azevedo anunciou na tarde desta quinta (27) um projeto de lei de sua autoria que tem como intuito proibir e punir eventos que utilizem verba pública e/ou que ocorram em espaço público e promovam a sexualização de crianças e adolescentes. Trata-se do projeto de lei ordinária nº 113/2021, inspirado em outro projeto apresentado pela deputada estadual catarinense Ana Campagnolo.
Eduardo argumentou que a arte e as demais manifestações culturais são uma grande riqueza do povo brasileiro, sendo certo que precisam ser incentivadas e celebradas. O que não se pode admitir, porém, é a instrumentalização de tais iniciativas humanas para fins ideológicos, ainda mais quando há envolvimento de crianças.
O vereador lembrou de fatos passados no Brasil que geraram grande polêmica, como o “queer museu” em Porto Alegre e a performance no Museu de Arte Moderna, em que uma criança de quatro anos tocava em um homem nu, ambos ocorridos em 2017. Também foi feita menção ao cancelamento de um evento recente em Santa Catarina, em que haveria dicussão com o tema “Criança viada” em uma live.
Azevedo afirmou em alto tom que combaterá qualquer iniciativa que afronte a inocência das crianças e dos adolescentes e que esteja na contramão dos valores e dos bons costumes.

Advertisement

Comente! *Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Publicidade
Veja também
Publicidade
Publicidade
Publicidade
plataforma ead
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
error: Este conteúdo é protegido!