fbpx
Pular para o conteúdo
  • Home
  • Divinópolis
  • Prefeitura esclarece sobre funcionamento da Usina de Asfalto de Divinópolis

Prefeitura esclarece sobre funcionamento da Usina de Asfalto de Divinópolis

A usina de asfalto em Divinópolis foi adquirida com recursos destinados de uma emenda parlamentar individual do senador Rodrigo Pacheco, de mais de 1 milhão e meio de reais.
Hoje (29/11), um novo carregamento do material chegou, enfim, à Usina de Asfalto do município, permitindo à Prefeitura retomar a produção de outrora.

A Prefeitura de Divinópolis emitiu uma nota a qual atribui como informações falsas disseminadas sobre a sua Usina de Asfalto. Em vídeo publicado na quarta-feira (28), o vereador Flávio Marra (Patriotas) afirmou que a estrutura está “paralisada há mais de um ano”.

A nota explica que um desabastecimento na Refinaria Gabriel Passos, em Betim-MG, ocorre desde o início de novembro de 2023, impedindo a produção de asfalto pesado. “Este é um problema estrutural que afeta centenas de cidades e empresas mineiras. Inclusive, que já foi noticiado oficialmente no site da Prefeitura de Divinópolis no dia 17 de novembro. O mesmo fato também foi reportado pela grande mídia, sendo esse um assunto de domínio público, e de fácil consulta aos interessados pelo tema”, diz.

Advertisement

Como determina a lei, Divinópolis aguardou a retomada da produção em uma fila de espera. Hoje (29/11), um novo carregamento do material chegou, enfim, à Usina de Asfalto do município, permitindo à Prefeitura retomar a produção de outrora.

Refinaria Gabriel Passos
Depois de pelo menos dois meses com fornecimento de combustível reduzido, a Refinaria Gabriel Passos (REGAP), em Betim, comunicou às empresas transportadoras a interrupção, em novembro, o abastecimento de asfalto pesado. No entanto, segundo a REGAP, não há risco de desabastecimento.

O último aviso, que circula entre os responsáveis pelo transporte de material, informa que, em novembro, não haverá fornecimento de massa asfáltica para rodovias de tráfego pesado e o asfalto para vias de tráfego leve está restrito a 66% da capacidade total por dia.

mobile