fbpx
Pular para o conteúdo

Atlético vence Cruzeiro com golaço de Hulk e dorme na vice-liderança

Image

Super-herói alvinegro marcou em cobrança de falta praticamente do meio-campo e garantiu três pontos para para o Galo no Brasileirão

Nada como vencer o maior rival para espantar um início de crise. Três dias após a inesperada eliminação na Copa do Brasil que enervou a torcida, o Atlético alivia a pressão ao bater o Cruzeiro por 1 a 0 na noite deste sábado (3), pela nona rodada do Campeonato Brasileiro. O clássico marcou o reencontro entre celestes e alvinegros na Série A após três temporadas.

Hulk foi o autor de um golaço em cobrança de falta praticamente do meio-campo no estádio Parque do Sabiá, em Uberlândia — palco do clássico porque o Mineirão recebe o evento de música eletrônica “Só Track Boa” e o Independência foi usado pelo América para enfrentar o Corinthians.

A vitória eleva o Galo, ao menos momentaneamente, da quarta posição para a vice-liderança, com 17 pontos. A Raposa cai para décimo, com 13. Se para o Atlético o resultado é um alento, para o Cruzeiro é o quinto jogo seguido sem vitória e a quarta derrota consecutiva como mandante — algo nunca ocorrido neste século.

O próximo compromisso da equipe estrelada é contra o Bahia, sábado (10), às 18h30, na Fonte Nova, pelo Brasileirão. Já o Galo enfrenta o Alianza Lima, na terça-feira (6), às 21h, no Peru, pela fase de grupos da Copa Libertadores. Na competição nacional, o Atlético pega o Red Bull Bragantino também no sábado (10), às 18h30, no Mineirão.

Hulk faz a diferença

Até os 24 minutos, nada de importante se produziu em campo. Galo e Raposa faziam um duelo equilibrado e marcado pelo excesso de faltas. Foram 22 no primeiro tempo, sendo 13 cometidas pelos cruzeirenses e nove pelos atleticanos. E foi numa delas que o Alvinegro abriu o placar.

Aos 25, Hulk ajeitou uma bola pouco à frente do grande círculo. A descrença de que acertaria o alvo praticamente do meio-campo fez com que o Cruzeiro nem armasse barreira. Entretanto, o super-herói alvinegro disparou uma bomba, a bola variou de direção e morreu no canto esquerdo de Rafael – que certamente será alvo de discussões quanto a uma possível falha. Na comemoração, o camisa 7 abraçou o técnico Eduardo Coudet, como para sinalizar a ausência de rusgas com o comandante.

A Raposa, que atacava mais pela esquerda, respondeu pelo lado oposto. Após cruzamento, Matheus Jussa finalizou para excelente defesa de Everson, aos 34. A etapa inicial só esquentou mesmo nos minutos finais, com dois gols anulados por impedimento. Um do Atlético, novamente em cobrança de falta, cobrada por Hyoran, mas Battaglia, que participou do lance, estava em situação irregular. E outro do Cruzeiro, com Luciano Castán, também à frente.

Cruzeiro para em Everson

Atrás no placar, a Raposa foi quem mais buscou o ataque no segundo tempo. Poderia ter empatado aos 4 minutos em um quase gol contra de Rubens, que desviou falta cobrada por Marlon e obrigou Everson a fazer ótima intervenção. O goleiro atleticano voltou a ser testado aos 15, em cabeçada de Wesley, e impediu o empate celeste.

Depois, foi a vez de Rafael Cabral aparecer. O goleiro defendeu falta cobrada por Hyoran aos 22. No rebote, a bola voltou para a área para cabeçada de Patrick, e o capitão estrelado salvou o Cruzeiro. O decorrer da partida foi de pouca criatividade, mas, no último minuto, Machado arriscou de longe e Everson apareceu novamente para evitar o gol.

Cruzeiro 0x1 Atlético

Cruzeiro: Rafael Cabral; William, Neris, Luciano Castán e Marlon; Matheus Jussa (Filipe Machado), Wallisson (Daniel Junior) e Mateus Vital; Wesley (Stênio), Gilberto (Henrique Dourado) e Bruno Rodrigues. Técnico: Pepa

Atlético: Everson; Saravia, Nathan Silva, Jemerson e Rubens; Otávio, Battaglia, Edenilson (Patrick) e Hyoran (Mauricio Lemos); Paulinho (Réver) e Hulk. Técnico: Eduardo Coudet

Gol: Hulk (25’/1ºT)

Cartões amarelos: Wallisson, Matheus Jussa, Neris e Luciano Castán (Cruzeiro) Otávio, Hyoran, Everson, Saravia e Hulk (Atlético)

Motivo: nona rodada do Campeonato Brasileiro
Data e horário: 3 de junho de 2023, sábado, às 18h30
Local: estádio Parque do Sabiá, em Uberlândia (MG)

Árbitro: Savio Pereira Sampaio (DF)
Auxiliares: Nailton Junior de Sousa Oliveira (CE) e Kleber Lucio Gil (SC)
VAR: Wagner Reway (PB)

fontewww.otempo.com.br

ouça o gol na voz de Leo Lasmar

0 0 votes
Article Rating
Subscribe
Notify of
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x