Publicidade

Cientista inglês quebra quarentena com amante e renuncia ao cargo

Postado em 05/05/2020 17:11

 

O epidemiologista britânico Neil Ferguson, chefe da equipe de pesquisa sobre o novo coronavírus no Imperial College, renunciou a seu cargo de consultor do governo após um escândalo sexual, informa o jornal The Telegraph.

Ferguson, de 51 anos, apelidado de “Professor Lockdown” por sua defesa da quarentena e do distanciamento social, quebrou o isolamento para se encontrar com a amante casada, identificada como Antonia Staats, 38.

Segundo o jornal, os encontros aconteceram depois que o epidemiologista, que contraiu o coronavírus, cumpriu uma quarentena de duas semanas.

Ferguson admitiu ao Telegraph ter cometido um “erro de julgamento”. Ele se afastou do Sage, o grupo que dá consultoria científica ao governo britânico em emergências.

Ferguson, de 51 anos, apelidado de “Professor Lockdown” por sua defesa da quarentena e do distanciamento social, quebrou o isolamento para se encontrar com a amante casada, identificada como Antonia Staats, 38.

Comente! *Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Publicidade
Veja também
Publicidade

Noticias relevantes:

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
error: Este conteúdo é protegido!