Publicidade

Bolsonaro autoriza discussões para estender auxílio emergencial ate Dezembro

Postado em 04/08/2020 18:29

O presidente autorizou e ficou animado com a possibilidade de extensão do auxílio emergencial até o fim do ano.

De acordo com um ministro palaciano, a ideia foi vista de forma positiva e está de fato sendo estudada. A avaliação é de que há um potencial político importantíssimo que o presidente pode angariar com a extensão do benefício, principalmente no Nordeste onde ele teve sua menor votação.

Na semana passada, após viagens pelo Nordeste e pelo Sul, o presidente disse que fará pelo menos uma viagem por semana. No nordeste, o presidente escancarou o seu lado candidato ao montar em uma égua com chapéu de couro na cabeça.

Bolsonaro

E foi justamente o auxílio emergencial que o tornou mais popular na região, antes dominada pelo rival PT, de Luiz Inácio Lula da Silva.

Da mesma forma que deu aval para que Paulo Guedes tentar convencer o congresso da necessidade da “nova CPMF”, o presidente quer agora que o ministro da Economia encontre meios de tornar a medida uma espécie de política de governo.

O único ‘porém’ de estender o auxílio, com as mesmas regras, até o fim do ano, é o rombo no caixa que virá caso a medida seja ampliada. O programa tem um custo mensal aproximado de R$ 50 bilhões.

Até porque ela terá uma consequência grave: o problema do rombo no caixa, que virá caso a medida seja ampliada. O programa tem um custo mensal aproximado de R$ 50 bilhões. Uma eventual prorrogação com as mesmas regras até o fim do ano faria o custo total chegar a R$ 450 bilhões.

 

 

 

 

 

Comente! *Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Publicidade
Veja também
Publicidade

Noticias relevantes:

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
error: Este conteúdo é protegido!