Atividades religiosas entra para a lista de serviços essenciais durante a pandemia do coronavírus

Postado em 26/03/2020 10:11

A lista de atividades consideradas essenciais durante a pandemia do coronavírus ganha novos itens. O mais polêmico é como será o funcionamento de atividades religiosas. Até agora vinha sendo limitado com as medidas de combate ao coronavírus tomadas pelas autoridades dos estados como forma de evitar aglomerações e reduzir as possibilidades de contágio do vírus.

Houve uma corrida a decisões judiciais, mas os processos ainda estão em andamento. Em Divinópolis a Diocese logo no início se posicionou sendo abertas todas as igrejas, com exposição do santíssimo, mas sem qualquer tipo de celebração pública ou outra atividade, como a catequese por exemplo. Já as igrejas evangélicas a primeira hora tentou continuar os cultos presenciais, mas a opção online já é desenvolvida na maioria.

O decreto desta quinta-feira também torna essenciais, entre outros, os seguintes serviços:

  • lotérica, conforme Bolsonaro havia anunciado na noite desta quarta-feira (25) nas redes sociais
  • geração, transmissão e distribuição de energia elétrica;
  • produção, distribuição e comercialização de petróleo
  • atividades de pesquisa, científicas, laboratoriais ou similares relacionadas com a pandemia do coronavírus
  • atividades de representação judicial e extrajudicial, assessoria e consultoria jurídicas exercidas pelas advocacias públicas
  • serviços de pagamento, de crédito e de saque e aporte prestados por instituições supervisionadas pelo Banco Central do Brasil
  • fiscalização do trabalho
  • atividades médico-periciais relacionadas com a seguridade social
  • atividades médico-periciais relacionadas com a caracterização do impedimento físico, mental, intelectual ou sensorial da pessoa com deficiência para reconhecimento de direitos previstos em lei
  • outras prestações médico-periciais da carreira de Perito Médico Federal indispensáveis
  • produção e distribuição de numerário à população e manutenção da infraestrutura tecnológica do Sistema Financeiro Nacional e do Sistema de Pagamentos Brasileiro

Veja também
Comentários *Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem. comentarios
error: Este conteúdo é protegido!