fbpx
Pular para o conteúdo
  • Home
  • Divinópolis
  • Pe. Libério é elevado a categoria de venerável pelo Papa Francisco; último passo antes da beatificação

Pe. Libério é elevado a categoria de venerável pelo Papa Francisco; último passo antes da beatificação

Image

A Diocese de Divinópolis e toda comunidade católica recebeu hoje com muita alegria a notícia do avanço no processo de beatificação de Padre Libério. Falecido há 43 anos, o sacerdote, recebeu do Vaticano o título de “Venerável”, considerado o último passo antes da beatificação.

 “Venerável” é a virtude heroica que Padre Libério viveu, sendo reconhecida pelo papa Francisco com base no dossiê de informações que começou a ser montado ainda em 2016.

Os Veneráveis são pessoas que foram reconhecidas pela Igreja Católica como tendo vivido uma vida virtuosa e exemplar, mesmo que ainda não tenham sido canonizadas como santas. Esse reconhecimento é uma das etapas do processo de canonização, e significa que a Igreja reconhece que a pessoa viveu as virtudes cristãs em um grau heroico, e que sua vida é um exemplo para os fiéis.

A Igreja ganhará 19 Beatos e sete Veneráveis. O decreto do Dicastério para as Causas dos Santos foi promulgado nesta quinta-feira, 14, após o prefeito do dicastério, Cardeal Marcello Semeraro, se reunir com o Papa Francisco.

Além do padre Libério, também tiveram suas virtudes heroicas reconhecidas os Servos de Deus Geervaghese Thomas Panickaruveetil (Índia), Antonio Tomičić (Croácia), Maria Maddalena Frescobaldi Capponi (Itália), Maria Alfonsa Hawthorne (Estados Unidos), Elisabetta Jacobucci (Itália) e Angelina Pirini (Itália). O decreto reconhece também os milagres atribuídos aos Veneráveis Stefano Douayhy (Líbano), Giuseppe Torres Padilla (Espanha) e Camillo Costa de Beauregard (França), e o martírio de Max Josef Metzger (Alemanha), morto em 1944 por nazistas, e Christophora Klomfass e 14 companheiras da Congregação das Irmãs de Santa Catarina Virgem e Mártir, mortas pelo regime comunista soviético em 1945.

Para receber o título de Venerável, a pessoa precisa ter suas virtudes comprovadas e reconhecidas pela Igreja, por meio de um processo de investigação rigoroso e detalhado, que envolve a coleta de testemunhos, documentos e outros elementos que possam comprovar a vida virtuosa do candidato. O processo é conduzido pela Congregação para as Causas dos Santos, em Roma, e requer tempo e cuidado para ser concluído.O próximo passo antes da santificação é a beatificação, que é o ato de atribuir o estatuto de Beato a alguém, vai depender da análise dos milagres, o que ainda não aconteceu. Esse estudo é mais complexo que as demais avaliações e deve obedecer critérios para considerar que, de fato, aconteceu um milagre.

Biografia do Padre Libério Rodrigues Moreira

Padre diocesano; foi um sacerdote simples, humilde, pobre e viveu a sua vida dedicando-se unicamente ao Senhor e aos outros, dedicando-se de modo particular aos doentes e aos pobres, a quem ajudava material e espiritualmente. As comunidades cristãs que o tiveram como pároco consideraram-no um autêntico homem de Deus e os Superiores, conscientes da sua excelente capacidade pastoral, atribuíram-lhe o cuidado de múltiplas comunidades paroquiais ao mesmo tempo.

Os traços característicos do seu apostolado são marcados por uma intensa vida de oração, um estilo de simplicidade, pobreza, mansidão e uma grande aptidão para aconselhar e orientar espiritualmente as pessoas. O Venerável Servo de Deus Libério Rodrigues Moreira nasceu em 30 de junho de 1884 em Lagoa Santa, vila da diocese de Mariana, (Brasil) e cresceu num contexto familiar de grande pobreza. Após a morte prematura do pai interrompeu os estudos e foi obrigado a sustentar a família, dedicando-se ao trabalho no campo.

Logo desenvolveu a vocação ao sacerdócio, mas somente graças à ajuda de um primo sacerdote que custeava as mensalidades anuais, o Venerável Servo de Deus foi aceito no Seminário Mariana. Em 25 de abril de 1916 recebeu a ordenação sacerdotal. Tornou-se primeiro vigário na paróquia Pilar de Pitangui, onde permaneceu até 1924, exercendo também a função de mestre religioso. Mais tarde tornou-se pároco de Pequí e São José da Varginha e nesta localidade destacou-se como um excelente pároco, cuidando melhor dos fiéis que lhe foram confiados, relançando a vida paroquial e iniciando a construção de uma nova igreja.

Apreciando muito a sua capacidade pastoral, o Bispo transferiu-o para diversas paróquias para relançar a ação pastoral. Em 1939 foi enviado para a freguesia de Nova Serrana, onde permaneceu seis anos e posteriormente transferido para a de Leandro Ferreira, onde teve a missão de liderar duas comunidades ao mesmo tempo. Em 1965, aos 81 anos, foi transferido para Pará de Minas onde recebeu a cidadania honorária por mérito social. No ano seguinte, a 25 de abril de 1966, celebrou cinquenta anos de sacerdócio acompanhado pelos fiéis, que admiraram o seu estilo pastoral e o empenho incansável que assumiu pelo bem deles.

Em 1980 foi finalmente enviado para um lar de idosos em Divinópolis onde, apesar da idade avançada, continuou a prestar serviço pastoral a outros pacientes até à sua morte, em 21 de dezembro de 1980. O Venerável Servo de Deus foi um sacerdote simples, humilde, pobre e viveu a sua vida dedicando-se unicamente ao Senhor e aos outros, dedicando-se de modo particular aos doentes e aos pobres, a quem ajudava material e espiritualmente.

As comunidades cristãs que o tinham como pároco consideravam-no um autêntico homem de Deus e os Superiores, conscientes da sua excelente capacidade pastoral, atribuíam-lhe o cuidado de várias comunidades paroquiais ao mesmo tempo. Ele sempre foi obediente aos seus bispos e estava disposto a ir aonde fosse convidado. Dotado de uma espiritualidade profunda, soube transmitir a fé com simplicidade ao povo.

Os traços característicos do seu apostolado são marcados por uma intensa vida de oração, um estilo de simplicidade, pobreza, mansidão e uma grande aptidão para aconselhar e orientar espiritualmente as pessoas. Seu testemunho do Evangelho era tal que as pessoas o procuravam continuamente para confissão, conselhos e bênçãos espirituais. O drama da morte do seu irmão e a consequente depressão da sua mãe foram vividos com um profundo espírito cristão. A sua forma de viver o ministério sacerdotal edificou as pessoas que dele se aproximavam, aproximando-as do Senhor.

Particularmente devoto da Eucaristia, exortava os seus fiéis com solicitude paterna a frequentarem os sacramentos, praticando sobretudo a confissão e a Sagrada Comunhão. Apesar das inúmeras dificuldades, nunca desanimou, demonstrando extraordinária confiança na Divina Providência. A fama de santidade desfrutada durante a sua vida continuou após a sua morte e continua até hoje combinada com uma certa fama seignorum.

A investigação diocesana foi iniciada na Diocese de Divinópolis em 30 de julho de 2012 e concluída em 13 de novembro de 2016.
Validade jurídica da investigação diocesana : 16 de fevereiro de 2018
Congresso Peculiar de Consultores Teológicos (27 de setembro de 2022) resultado afirmativo.
Sessão Ordinária de Cardeais e Bispos: (5 de março de 2024), resultado afirmativo.

Com informações da Congregação para a Causa dos Santos e Sudarius
Foto: Reprodução

0 0 votes
Article Rating
Subscribe
Notify of
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments

0
Would love your thoughts, please comment.x