Cirurgia de Bolsonaro corre bem

Postado em 08/09/2019 12:20

O procedimento começou por volta das 7h35 e deve durar de duas a três horas. A estimativa é de que o primeiro boletim do hospital seja divulgado por volta das 14h.

A cirurgia do presidente Jair Bolsonaro corre de forma tranquila no Hospital Vila Nova Star, em São Paulo. A informação foi dada na manhã deste domingo pela equipe do presidente. A cirurgia começou por volta das 7h35 e deve durar de duas a três horas. A estimativa é de que o primeiro boletim do hospital seja divulgado por volta das 14h.

Entenda a cirurgia de hérnia incisional que Bolsonaro fará 

“A hérnia é um buraco pelo qual sai alguma coisa, pode ser gordura, intestino. O paciente percebe como um abaulamento na barriga, uma bola. A maioria das hérnias incisionais em cortes no meio da barriga é formada em áreas que já foram cortadas anteriormente”, explica o Prof. Dr. Sergio Roll, coordenador do Centro Especializado em Hérnia do Hospital Alemão Oswaldo Cruz.

“A hérnia incisional é um defeito na parede abdominal, e por definição é aquela que aparece posterioriamente a uma cirurgia prévia. Significa que naquela região do corte houve um enfraquecimento, levou ao buraco, e ao problema. A grande maioria das hérnias incesionais apresentam risco de obstrução intestinal”, escalrece o Dr. José Francisco de Mattos Farah, diretor do serviço de cirurgia geral do Hospital do Servidor Público Estadual. 

‘Nasci novamente’, diz Bolsonaro um ano após facada

Bolsonaro se encaixa no perfil, pois já fez três cirurgias na região desde que tomou uma facada, há um ano, durante a campanha presidencial em 2018. Trata-se, agora, de um procedimento de médio porte, que inclui anestesia geral e exige um corte na região onde está a hérnia.

“Não é uma cirurgia simplesinha. A intervenção varia muito, mas pela incisão que ele já mostrou em fotografias, há um corte de uns 20 cm, portanto a correção deve tomar o tamanho da incisão”, diz o dr. Farah.

“O cirurgião identifica o buraco, verifica aquilo que está saindo e põe pra dentro da barriga”, diz dr. Roll, esclarecendo que há várias técnicas para o fechamento da área.

Uma das mais utilizadas é uma prótese que se assemelha a uma tela, uma espécie de tule de polipropileno, usada para reforçar a costura da aponeneurose, a membrana esbranquiçada que reveste o músculo. Essa tela tem macroporos, é flexível e pode ter uma gramatura alta, média ou baixa. O uso da tela diminuiu a chance de a hérnia voltar.

“A colocação da prótese vai fazer com que aquele tecido se recupere, mas nunca vai ser bom, se estivesse bom não teria arrebentado”, explica o dr. Farah. A tela pode ser colocada de diversas maneiras, inclusive com a utilização de vídeo, na qual são feitos só quatro pequenas incisões. Como o corte de Bolsonaro é extenso, é bem possível que o médico utilize a técnica clássica de corte da cicatriz inteira. 

Veja também
Comentários *Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem. comentarios
WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com