Publicidade

Ladrão especialista afirma roubar um carro em 12 segundos

Postado em 26/12/2019 17:21

Após três meses de investigação, a Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG) deflagrou, no dia 16 de dezembro, a operação “Gazua”, com o intuito de desarticular uma associação criminosa especializada em furto de automóveis em Belo Horizonte e região metropolitana.

Segundo o Delegado Thiago de Lima Machado, da Delegacia de Repressão a Ações Criminosas Organizadas (Draco), do Departamento Estadual de Operações Especiais, foram identificados três suspeitos pertencentes ao grupo. “Tiveram as prisões expedidas pela Justiça Amauri, conhecido como ‘Professor’, 29 anos, Filipe de Almeida Rocha, o ‘Maçarico’, 25 anos, e Wesley Henrique de Almeida Silva, conhecido como ‘Magrão’ ou ‘Dunga’, 28 anos. Foi cumprido mandado de prisão preventiva em desfavor de Amauri, e temporária em desfavor de Filipe. O terceiro (Wesley) encontra-se foragido. Na residência de Amauri, foram encontradas diversas centralinas de veículos e uma tesoura, que era utilizada para o arrombamento de veículos”, disse o Delegado.

Ainda de acordo com o Delegado, Amauri teria informado a militares, da última vez que foi preso, que já subtraiu cerca de 300 veículos e que demora de 12 a 14 segundos para furtar um veículo. “Amauri ainda é investigado em diversos furtos de veículos em outras unidades policiais e é tido como um dos maiores suspeitos de roubar carros em BH e na região metropolitana”, explicou.

As investigações prosseguem na tentativa de identificar outros crimes praticados pelos suspeitos. O trio responderá pelos crimes de furto qualificado e associação criminosa.

 

Comente! *Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Publicidade
Veja também
Publicidade

Noticias relevantes:

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
error: Este conteúdo é protegido!