fbpx
Pular para o conteúdo
  • Home
  • Divinópolis
  • Cliente espanca funcionária de Clínica Veterinária em Divinópolis

Cliente espanca funcionária de Clínica Veterinária em Divinópolis

agressão
Agressão em clínica veterinária de Divinópolis

Segundo a Polícia Militar, um homem de 73 anos foi até o hospital veterinário onde o cão dele estava internado, e queria medicar o animal; eles se desentenderam e o acusado pegou uma prancheta de acrílico e agrediu a vítima do sexo feminino, depois deu chutes em outra vítima do sexo masculino, pegou seu cão e fugiu do local.

Segundo informações que chegaram ao gabinete do vereador Anderson da Academia, um cliente teria levado seu cãozinho por volta das 15h para um atendimento de urgência. O Cachorro apresentava sangramento nasal e foi imediatamente internado, ficando sob os cuidados da clínica. Porém, o tutor reapareceu na Clínica veterinária para uma visita e queria fazer a retirada do Pet, porém o mesmo não estava totalmente recuperado, pois o Cãozinho estava tomando medicações. Nesse momento o homem insistiu em levar o cachorro embora, ameaçando funcionários do estabelecimento. Os funcionários tentaram acalmar e conversar com o dono do cachorro e o mesmo, sem motivo justo aparente, agrediu a funcionária lhe atirando objetos na cabeça, quebrando telefones, batendo em outro funcionário.

Ele chegou no estabelecimento na tentativa de conversar e de repente partiu para as agressões. Desferindo vários socos contra a funcionária da clínica. Foi exigida a assinatura de uma Ata de Responsabilidade pela retirada do animal, sem a devida alta do médico veterinário responsável, mas o homem se recusou a assinar, invadindo o hospital e retirando cachorro a força.

O vereador vem a público repudiar veementemente o brutal ato de Violência contra a mulher sofrida pelos funcionários do Hospital Veterinário. “Cabe ressaltar que este tipo de agressão, praticada contra as mulheres em seus ambientes de trabalho tem surgido com indesejada frequência e a Câmara dos Vereadores, em sua missão de proteção aos direitos fundamentais garantidos pela Constituição Federal de 1988 às mulheres, não pode se calar, nem compactuar com nenhum tipo de violência, ainda mais com uma mulher. Por esse motivo, repudia e rechaça todo tipo de violência contra as mulheres, visto que problemas comerciais que extrapolam o diálogo civilizado devem ser levados ao conhecimento dos Tribunais de Justiça dos estados, com instâncias próprias para tratar de tais assuntos”, afirmou o vereador.

0 0 votes
Article Rating
Subscribe
Notify of
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x