fbpx
Pular para o conteúdo
  • Home
  • Guarani
  • Retrospectiva 2023: O ano que o Guarani voltou aos gramados

Retrospectiva 2023: O ano que o Guarani voltou aos gramados

Image
Foto: Pedro Gontijo

O ano de 2023 é marcado pelo fortalecimento do esporte em Divinópolis. O Guarani finalmente retornou aos gramados após rebaixamento no Módulo II por conta de irregularidades no registro de jogadores em 2021.

Após não disputar o campeonato em 2022 por dificuldades financeiras, o Bugre voltou com tudo em 2023 e pôde estar mais próximo da torcida, uma vez que seu último jogo ocorreu ainda durante a pandemia, sem presença de público.

O clube passou por uma grande reformulação. A principal mudança é em relação a gestão: O Guarani se tornou uma Sociedade Anônima do Futebol (SAF), modelo de negócios aplicado em vários times brasileiros como Cruzeiro, Atlético, Vasco e Botafogo. Além disso, formou-se a nova diretoria com nomes conhecidos e a confirmação de Gustavo Brancão como treinador da ‘reconstrução’.

Com isso, abriu-se uma esperança para que entrasse mais investimentos e um time competitivo para disputar a Segunda Divisão do Mineiro, ou a “Terceirona”, disputada no segundo semestre.

Guarani fez boa campanha na fase de grupos

O clube de Divinópolis entrou no Grupo B da competição, juntamente com Poços de Caldas, Atlético de Três Corações e Villa Real (Juiz de Fora).

A sua estreia ocorreu em 26 de agosto em uma vitória épica, no apagar das luzes, contra o Poços de Caldas por 1×0 aos 55 do segundo tempo. No jogo seguinte, o Guarani foi até Três Corações, cidade onde nasceu o eterno Rei Pelé. A equipe divinopolitana venceu os donos da casa também pelo placar mínimo, com gol de Eduardo Henrique, que chutou pouco atrás do meio de campo. Esse é o clássico gol que “Pelé não fez”.

A terceira rodada foi marcada por um triste episódio de racismo. Em derrota por 1 a 0 contra o Villa Real, um homem na arquibancada proferiu ofensas contra Capela, autor do gol. A Polícia ouviu o autor do crime na Delegacia. Já a quarta rodada, marcada por uma revanche, o Guarani venceu por 2 a 0, com uma defesa de pênalti do goleiro Cabral.

A quinta rodada selou a classificação do Bugre para as oitavas após vitória em casa contra o Atlético Três Corações por 2 a 0. Já na última rodada, o Guarani “passeou” contra o Poços de Caldas por 4 a 1.

Classificação emocionante e eliminação nos pênaltis

No mata-mata da competição, o Bugre enfrentou o Coimbra. No primeiro jogo, empate entre 0 a 0 na cidade de Contagem. Já na volta, uma emocionante partida tomou conta do Farião. O time visitante abriu o placar no segundo tempo. Em seguida, diante de uma forte chuva, o Guarani empatou e garantiu a ida aos pênaltis. Após duas defesas de Cabral, os divinopolitanos foram as semifinais e começaram a sonhar com o Módulo II.

Porém, o Bugre não teve a mesma sorte contra o Mamoré, uma das equipes mais fortes da competição em uma final “antecipada”. Após empate de 2 a 2 no Farião, ambos os times repetiram o placar em viradas e lances empolgantes. Porém, um gol do Mamoré aos 52 do segundo tempo jogou um balde de água fria no Guarani, que acabou perdendo nos pênaltis.

Agora, o clube de Divinópolis busca manter a reconstrução no ano de 2024 e ainda busca o objetivo de voltar ao Módulo II, e posteriormente, retornar a elite do futebol mineiro.

Retrospectiva 2023: O ano que o Guarani voltou aos gramados
Foto: Pedro Gontijo

0 0 votes
Article Rating
Subscribe
Notify of
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments

0
Would love your thoughts, please comment.x