Publicidade

Pesquisadores encontram tubarões que brilham no escuro na Nova Zelândia

Postado em 05/03/2021 11:00

O fundo do mar ainda é um mistério para a humanidade. Mas, com muitos estudos, os pesquisadores estão descobrindo cada vez mais esse universo incrível. Foi o que aconteceu em janeiro de 2020.

Três espécies de tubarões que brilham no escuro foram descobertos por pesquisadores na Nova Zelândia e da Bélgica.

Um estudo foi publicado, no dia 26 de fevereiro, na revista “Frontiers in Marine Science”. A pesquisa aponta que o tubarão kitefin, ou seja, barbatana de pipa, blackbelly lanternshark, algo como tubarão-lanterna da barriga preta, e o lanternshark do sul foram achados na elevação Chatham, uma área oceânica localizada na costa leste da Nova Zelândia.

Advertisement
Foto: Divulgação/Frontiers in Marine

Além disso, o tubarão kitefin foi considerado a maior criatura subaquática luminosa conhecida. O animal só é encontrado nadando 300 metros abaixo do nível do mar. O mais assustador é que ele ataca tubarões menores, peixes terrestres e crustáceos.

Com isso, a descoberta marca a primeira vez que cientistas conseguiram encontram provas de bioluminescência em tubarões.

O “tubarão gigante luminoso” pode crescer até 1,8 metro de comprimento. De acordo com o estudo, a bioluminescência tem sido frequentemente vista como um evento espetacular, porém incomum no mar.

No Japão, especificamente em Okayama, é possível encontrar uma espécie de crustáceo minúsculo bioluminescente, que deixa superfícies rochosas das baías ‘pintadas’ de azul. Alguns fenômenos parecidos também acontecem nas Maldivas.

Foto: reprodução
Foto: reprodução

Foto: Divulgação/UCLouvain

The post Pesquisadores encontram tubarões que brilham no escuro na Nova Zelândia first appeared on Portal Amirt.

Postado originalmente por: Portal AMIRT

Comente! *Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Publicidade
Veja também
Publicidade
Publicidade
Publicidade
plataforma ead
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
error: Este conteúdo é protegido!