Publicidade

Rascunhos da Vida

Rascunhos da Vida: Liberte-se…

Postado em 16/05/2021 6:00

Libertar-se de algo é extremamente difícil. Buscar abandonar erros e alguns viciosos costumes não é fácil. Quanto mais libertar-se de um relacionamento que destrói sua vida, que corrompe seus valores, ou que prende você não permitindo seu crescimento. Na verdade há a hipótese de que eu seja o carcereiro que aprisiona o outro que me cerca também.

I Coríntios 15.33, Provérbios 9.9

Retirado do site: https://www.pexels.com/pt-br/foto/adulto-agressao-cadeia-com-o-coracao-partido-2307045/

Há muitos anos aconselhei um casal a desenvolver seu filho, ele tinha uma aptidão muito grande para trabalhar com animais e outras coisas relacionadas ao campo, mas tinha uma dificuldade gigantesca com outras áreas. Isso não aconteceu, pois a mãe não permitiu ao filho esse crescimento. Da mesma forma outra família ouviu o que eu havia dito e colocou o filho para aprender aquilo que ele fazia de melhor. Investiu em cursos de comunicação e vendas, de marketing, de até de “influenciador digital” (um tal de “mídia influencer”). Com isso conseguiu abrir uma pequena rede de acessórios para telefonia móvel e tem faturado bem graças a Deus e aos pais que o incentivaram.

Advertisement

Em casa tivemos uma dificuldade em permitir que minha caçula tomasse suas decisões a respeito das escolhas de roupas, corte de cabelo e atualmente pintura dos mesmos. Nós queríamos tomar as decisões, não permitíamos erros em suas escolhas, ledo engano nosso. Aprendemos com isso e a libertamos para as próprias escolhas. A escolha da carreira que ambos os meus filhos escolheram não é em momento algum uma decisão nossa. Mas aprendemos a gostar delas e estamos influenciando a investir em áreas de conhecimento que possam ajudá-los no futuro. Libertá-los para suas decisões foi tarefa árdua, mas como Deus nos permite essa livre agência, nós devemos também lhes permitir, incluindo com isso perdas e ganhos, erros e acertos.

No entanto, isso não nos isenta da responsabilidade de orientá-los, de instruí-los, de dar o sentido e a direção melhor a ser tomada. Na trajetória de tornar-se livre para decidir eles precisam entender que existem aqueles que colaboram para seu crescimento e outros que te puxam para trás, sejam eles pais, irmãos, amigos, colegas ou apenas conhecidos. Todos exercem algum tipo de influência sobre nós, ou tentam nos dominar para que façamos aquilo que eles desejam.

Pense nisso, somos livres em nossas escolhas pessoais, mas precisamos decidir com responsabilidade e de fato perceber se estamos presos a alguém ou somos a fonte de aprisionamento de outros. Se eu estou aprisionado por outros preciso me libertar daqueles que tem corrompido e acorrentado minha vida. Agora se sou eu o aprisionador necessito soltar as cadeias, e libertar a pessoa para alcançar seu propósito e encontrar o próprio sentido de viver, mesmo entre erros e acertos.

Um grande abraço!
Nos eternos laços do amor de Cristo.

Rodrigo Fonseca Andrade
Um servo na difícil tarefa de libertar-se e não aprisionar.

Publicidade
Veja também
Publicidade

Noticias relevantes:

<
Comentários *Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem. comentarios
Autor do blog: Rodrigo Andrade

Rodrigo Fonseca Andrade é um microempreendedor, teólogo e professor de línguas clássicas (Grego Koinê e Hebraico Massorético). Casado com Sílvia e pai de João Victor e Isabelle. Com formação em Tecnologia, Meio Ambiente e Teologia. Tem como objetivo principal tornar o conhecimento teológico simples e abrangente. Sendo assim demonstra através de fatos da vida como Deus é soberano e dirige nossa história pessoal. Neste blog você lerá, lembrará e se identificará com muitos dos fatos bíblicos exemplificados de forma simples e objetiva.

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
error: Este conteúdo é protegido!