Publicidade

Rascunhos da Vida

Rascunhos da Vida: Bom testemunho…

Postado em 10/11/2020 6:00

Desde pequeno ouço mamãe dizer: “Dê bom testemunho de quem você é”. Não precisava mais nada, só essa chamada me fazia pensar se ao olharem para mim as pessoas poderiam saber quem sou eu, e como honro a Deus, meus pais e a mim mesmo.

Atos 2.41-47

Retirado do site: https://www.pexels.com/pt-br/foto/acao-apolice-arquitetura-borrao-449559/

Ontem meu filho e alguns adolescentes que congregam em nossa Igreja resolveram ir ao Shopping da cidade para comemorar o aniversário de um deles. Chegando lá, deixei João Victor e voltei para casa. Havia combinado com ele de que assim que eles terminassem o encontro ele me chamasse que eu viria busca-lo e quem mais precisasse de carona. Foi um dia cansativo e eu ainda estava uniformizado e ansioso por um banho e algo para comer.

Poucos minutos depois ele me envia uma mensagem, e liga no meu telefone. Havia uma ordem no Shopping para que menores só entrassem acompanhados por um responsável. Ouvi e li suas mensagens e retornei ao estabelecimento. Chegando lá rolava o “maior barraco”, um papai, uma mamãe e uma filhinha enfurecida queriam que a mocinha entrasse sem o uso de mascaras e aos gritos tentavam impor a sua vontade.

Aproximei-me de um dos seguranças, o qual achou que eu iria entrar ao tentar medir minha temperatura. Disse a ele que só queria uma informação. Se eu poderia entrar com os adolescentes para que pudessem fazer a confraternização que desejavam. Ele me expos a situação, disse que os adolescentes estão entrando no local, retirando as máscaras e recusando-se a coloca-las. Eu disse que ficaria responsável por eles, e que eram adolescentes da “Igreja Presbiteriana”. Quando disse isso, ele de cara permitiu a entrada.

Retornei até eles e dei a boa notícia enquanto aguardávamos chegar mais duas adolescentes. Quando elas chegaram à mãe das mocinhas se prontificou a entrar em meu lugar, e ao conversar com o segurança eles puderam entrar com e ter seu momento de confraternização.

Quando temos e damos um bom testemunho caímos na graça do povo. Os adolescentes eram responsáveis e tinham o respaldo de participarem de uma igreja de boa reputação na cidade. Na época dos apóstolos estava acontecendo à mesma coisa, os servos de Cristo caiam na graça de todo o povo, ou seja, estavam sendo notados como pessoas confiáveis, honradas, responsáveis e de boa índole.

Leis são feitas para serem cumpridas. Quando a lei é afrontiva, e ilegal devemos nos manifestar contra, mas caso não seja devemos respeitá-las. Provavelmente o Shopping não barraria os menores se eles fossem responsáveis e seguissem as normas de segurança (mesmo que não acreditassem nelas). Mas o importante é dar um bom testemunho, honrar quem você é, sua família e acima de tudo a Deus que nos conhece de fato.

Pense nisso, somos conhecidos pelo testemunho que damos em toda e qualquer ocasião. Se fosse com você os adolescentes entrariam ou seriam barrados?

Um grande e forte abraço!
Nos eternos laços do amor de Cristo.

Rodrigo Fonseca Andrade
Um servo que já fora conhecido como filho da Salete e do Porânga, e hoje é filho de Deus.

Publicidade
Veja também
Publicidade

Noticias relevantes:

<
Comentários *Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem. comentarios
Autor do blog: Rodrigo Andrade

Rodrigo Fonseca Andrade é um microempreendedor, teólogo e professor de línguas clássicas (Grego Koinê e Hebraico Massorético). Casado com Sílvia e pai de João Victor e Isabelle. Com formação em Tecnologia, Meio Ambiente e Teologia. Tem como objetivo principal tornar o conhecimento teológico simples e abrangente. Sendo assim demonstra através de fatos da vida como Deus é soberano e dirige nossa história pessoal. Neste blog você lerá, lembrará e se identificará com muitos dos fatos bíblicos exemplificados de forma simples e objetiva.

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
error: Este conteúdo é protegido!