Publicidade

Rascunhos da Vida

Rascunhos da Vida: Algumas coisas se repetem…

Postado em 05/02/2021 6:00

A vida é quase que sempre cíclica, posso afirmar assim, pois se não há algo que quebre a corrente muitos dos processos vitais vão acontecer novamente. Por isso é preciso estar atento e fazer com que muitos desses acontecimentos não se tornem repetitivos ou em tragédias familiares.

Isaías 29.1

Retirado do site: https://www.freeimages.com/pt/photo/luna-1246602

Algumas vezes não percebemos, mas fazemos tudo da mesma maneira que antes esperando obter resultados diferentes. Eu tenho as mesmas atitudes que papai e mamãe esperando que meu casamento seja diferente. Sou irresponsável em demonstrar afeto, carinho e amor pelos que me cercam e espero receber o contrário. Tenho palavras afrontivas em meus lábios o tempo todo e aguardo brandura nos lábios dos que se envolvem comigo.

Advertisement

Eu já contei que trabalhei para uma pessoa extremamente boa. Tinha um coração generoso, era bondoso, brincalhão, realmente se importava com as pessoas. Mas, tinha nos lábios palavras imorais e indecorosas, isso começou a me afetar imperceptivelmente, ao ponto de perceber a influência somente num dia em que soltei um palavrão no trânsito ao ser fechado por outro motorista. Fiquei horrorizado comigo mesmo, então pensei, preciso quebrar o ciclo de influências. Pedi contas do trabalho e procurei outro local para trabalhar, em pouco tempo já não estava tendo as mesmas atitudes no trânsito.

O ciclo básico da vida envolve nascer, crescer, amadurecer, reproduzir, morrer. Alguns têm o curso alterado, ou faltam alguns dos elementos. Existem aqueles que não amadurecem, e outros não crescem nos sentidos mais amplos da existência humana. Há ainda alguns que escolhem não ter filhos devido aos seus relacionamentos atuais ou a convicções pessoais, mas o fato é que repetimos os ciclos de tempos em tempos.

O alerta de Isaías era uma atenção à repetição dos atos, das mesmices, das celebrações sem motivo e sacrifícios sem finalidade. Deixem seguir o ciclo de festas, é assim que ele diz. Ou seja, não reflitam nas motivações, nos atos e palavras proferidas, apenas façam por fazer. Você já pensou que a Pandemia que estamos vivendo foi um processo Divino para reflexão das atitudes? Para que possamos mudar o habitual e corriqueiro, para que tenhamos atitudes de entrega e consagração?

Hoje estamos fazendo tudo aparentemente diferente. Mesmo assim às vezes continuamos tratando as pessoas da mesma maneira que sempre tratamos. Prosseguimos não demonstrando amor, carinho, e afeto, mas queremos receber de volta o que negamos ao outro. Damos seguimento nos ritos eclesiásticos, mas nos esquecemos do motivo da real adoração. Ou seja, nos esquecemos de que a adoração não é para nos agradar ou para fazer ritualizada, mas é para honra e glória de Deus. Pense comigo, o que você precisa mudar no seu ciclo de vida para que ela possa ter resultados diferentes? Então o que estás esperando para quebrar o ciclo e começar novamente.

Um grande e forte abraço.
Nos verdadeiros e fieis laços do amor de Cristo.

Rodrigo Fonseca Andrade
Um servo na difícil tarefa de quebra dos ciclos.

Publicidade
Veja também
Publicidade

Noticias relevantes:

<
Comentários *Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem. comentarios
Autor do blog: Rodrigo Andrade

Rodrigo Fonseca Andrade é um microempreendedor, teólogo e professor de línguas clássicas (Grego Koinê e Hebraico Massorético). Casado com Sílvia e pai de João Victor e Isabelle. Com formação em Tecnologia, Meio Ambiente e Teologia. Tem como objetivo principal tornar o conhecimento teológico simples e abrangente. Sendo assim demonstra através de fatos da vida como Deus é soberano e dirige nossa história pessoal. Neste blog você lerá, lembrará e se identificará com muitos dos fatos bíblicos exemplificados de forma simples e objetiva.

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
error: Este conteúdo é protegido!