Publicidade

Com previsão de “colapso” e suspensão do serviço, empresas de transporte público pedem apoio do governo

Postado em 26/03/2020 11:04

Em meio à epidemia de coronavírus, mais uma crise surge no país. Em nota divulgada pela Associação Nacional dos Transportes Urbanos (NTU) o sistema brasileiro de transporte público pode entrar em colapso em abril. Algumas cidade como o Rio de Janeiro já ameaça parar totalmente na próxima sexta-feira, 27. O setor garante que está sem recursos para comprar insumos e honrar a folha de pagamento dos funcionários.

A NTU representa mais de 500 empresas de ônibus urbanos e metropolitanos de todo o País. A data estipulada do “colapso” pelo órgão é o dia 05 de abril, com suspensão do serviço.  Em nota, a entidade diz que essa parada não será por determinação de prefeitos e governadores, mas porque as viações não terão dinheiro para pagar salários de motoristas, cobradores e demais funcionários do setor de transportes.

Com as medidas de restrição a circulação de pessoas, recomendadas pela OMS – Organização Mundial da Saúde como a maneira mais eficaz até agora de conter o avanço do coronavírus, a demanda de passageiros tem caído de forma considerável.  A capital mineira está em os casos mais críticos citados pela Associação. Na região metropolitana de Belo Horizonte a redução no fluxo de passageiros foi aproximadamente 70%.

As empresas de ônibus, por meio da NTU, mandaram um ofício ao ministro da Economia, Paulo Guedes, pedindo socorro financeiro. A entidade calcula que seria necessário um aporte de R$ 2,8 bilhões mensais para manter o serviço em funcionamento nos 2.901 municípios que dispõe de transporte coletivo por ônibus. A associação ainda pede isenção fiscal de seis meses para empresas de ônibus, renegociação de financiamentos dos veículos e suspensão temporária dos contratos de trabalho de motoristas e cobradores.

QUARTA-FEIRA 26/03/2020: Veja um resumo das ultimas noticias do coronavírus em Divinópolis e região

Comente! *Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Publicidade
Veja também
Publicidade

Noticias relevantes:

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
error: Este conteúdo é protegido!