Publicidade

Diretora do HSJD em Divinópolis explica atual cenário de ocupação hospitalar da Covid 19

Postado em 30/12/2020 11:46

A diretora do Hospital São João de Deus (HSJD), Elis Regina Guimarães, participou do Programa Bom Dia Divinópolis desta quarta-feira (30).

Segundo Elis Regina, o cenário da pandemia hoje é assustador e um pouco diferente do que foi no primeiro semestre. “Se nós acompanharmos a nível nacional a nossa curva efetivamente voltou a ser igual o que nós tivemos por volta de maio, junho, então realmente é muito assustador o cenário hoje, e um pouco diferente do primeiro semestre, porque nós tivemos recentemente festas de fim de ano, novos prefeitos assumindo cargos, muitas pessoas se aglomerando. O cenário hoje é mais denso do que aconteceu no primeiro semestre. Como chegou em um determinado momento onde teve um platô de baixa de Covid, as pessoas perderam o medo do que está realmente acontecendo. Nessa segunda onda tivemos que reestruturar novamente para voltar a atender”, afirmou.

Em relação aos leitos, a diretora explicou que somente no Hospital São João de Deus tinha diminuído 10 leitos de CTI, e já voltaram com os 10 leitos SUS de CTI. E na saúde suplementar houve queda pela metade: eram 20, estava com 10, e voltou para os 20 leitos. “O CTI está até bem controlado, o que estamos tendo dificuldades são nas enfermarias, porque no SUS os exames estão demorando cerca de 10 a 20 dias, para chegar da Fundação Ezequiel Dias. É um cenário difícil, e mesmo vindo a vacina as pessoas devem continuar se cuidando”, frisou.

Advertisement

Sobre as crianças internadas, ela respondeu que “o Hospital São João de Deus tem um cenário de 73% das pessoas que se positivaram com Covid. Houve 847 pacientes internados, destes, 35,5; que corresponde 301 pacientes foram positivos para Covid 19, desses 301 positivos para Covid 19, 57 vieram a óbito, desses, 73,5% são idosos. Mas, a criança realmente tem menos comorbidade, tem uma resistência maior do que o adulto, mas pode pegar Covid não desenvolver o Covid , mas transmitir esse Covid. Hoje nós temos 2 crianças internadas, sendo uma de Divinópolis e uma de Perdigão e os cuidados devem ser os mesmos de um adulto”.  Acompanhe abaixo a entrevista completa com Elis Regina Guimarães:

Comente! *Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Publicidade
Veja também
Publicidade
Publicidade
Publicidade
plataforma ead
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
error: Este conteúdo é protegido!