Publicidade

Live do cantor Jefferson Moraes, acaba em discussão com vizinhos, PM e na justiça.

Postado em 05/08/2020 12:12

View this post on Instagram

@claytoneromario

A post shared by JEFFERSON MORAES (@jeffmoraes) on

Moradores do condomínio Alphaville Araguaia, em Goiânia, insatisfeitos com o alto som propagado pelas supostas festas e lives do cantor Jefferson Moraes, conseguiram na Justiça uma decisão que proíbe o artista de realizar eventos e shows na casa onde mora. A juíza Alessandra Gontijo do Amaral, que assinou a liminar, estipulou multa de R$ 5 mil em caso de descumprimento.

Na petição, além de relatos de xingamentos, ofensas e autuações em decorrência de som alto, constam imagens de uma confusão entre os envolvidos, em um condomínio fechado de Goiânia.

O problema motivou uma ação na Justiça, que resultou em uma liminar da juíza Alessandra Gontijo do Amaral. A sentença proíbe o cantor de realizar eventos e shows na residência onde mora.

foto, cantor e amigos na porta da família; na outra, PM no local conversando com os moradores — Foto Reprodução

Os vizinhos contam no processo que acionaram a fiscalização do condomínio em abril deste ano por causa de um evento com som alto. A administração teria multado o cantor. No mesmo mês, o artista realizou uma live e teria xingado os vizinhos alegando perseguição, conforme consta na peça judicial.

Numa segunda ocasião, em maio, o vizinho disse que comemorava seu aniversário em casa quando o cantor iniciou uma festa, novamente com som alto. Os convidados decidiram estourar “bombinhas” de São João no quintal.

Pouco tempo depois, convidados do cantor entraram no terreno do vizinho “esmurrando e chutando a porta de entrada da casa, bater nos vidros laterais das janelas e proferindo xingamentos”, segundo o processo. Consta na liminar que, nesse dia, foi necessário uma intervenção da Polícia Militar.

Comente! *Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Publicidade
Veja também
Publicidade

Noticias relevantes:

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
error: Este conteúdo é protegido!