Álcool de posto pode ser usado contra o coronavírus? - Portal MPA

Publicidade

Álcool de posto pode ser usado contra o coronavírus?

Postado em 22/03/2020 7:53

 

A Organização Mundial de Saúde declarou, em 11 de março, a pandemia de Covid-19, doença causada pelo novo coronavírus. Desde então, fala-se muito sobre prevenção e a importância de higienizar as mãos com álcool em gel. Com a falta do produto, alguns internautas têm sugerido o uso do combustível etanol (álcool de posto) para eliminar o vírus.

Mas o álcool de posto NÃO pode ser usado como desinfetante: ele não é eficiente contra o coronavírus e pode ser tóxico!

O álcool mais indicado para evitar a contaminação pelo coronavírus é o álcool 70ºGL (ou, popularmente, 70%), pois fica mais tempo em contato com o vírus. Por isso é amplamente utilizado para este fim. Elas explicam:

Sabe-se que o álcool 70°GL tem uma boa absorção pelas membranas da pele e devido a presença de água em sua composição, facilita a entrada do álcool para dentro do patógeno (coronavírus, por exemplo) e retarda a volatilização do mesmo”.

O grau °GL (°Gay Lussac) indica a quantidade em mililitros de álcool absoluto contida em 100 mililitros de mistura hidro-alcoólica.

Por que o álcool de posto não mata o coronavírus

O consultor técnico da Fiat Chrysler Automobiles (FCA), Ricardo Dilser, esclarece que o etanol vendido nas bombas é hidratado, ou seja, tem um percentual de água de 7%, sendo considerado 93°GL.

Álcoois com concentração maior do que 70% ou abaixo desse valor não são eficientes no combate ao coronavírus por motivos diferentes. No caso do álcool de posto, que tem uma concentração acima de 90%, o álcool evapora com mais facilidade, antes do tempo necessário para a sua ação contra o vírus.

Por fim, o álcool de posto pode ter a presença de outras substâncias, como metanol e hidrocarbonetos, que colocam em risco a saúde humana, ou seja, até mesmo se for diluído em água, ainda não pode ser usado para uso doméstico como desinfetante.

Advertisement

O combustível pode provocar irritação na pele. Em contato com os olhos, pode causar irritação severa. Já a contaminação por metanol – que pode ser absorvido pela pele – pode originar, em casos graves, cegueira e morte.

Álcool 96 °GL não mata o coronavírus

Pelo mesmo motivo do etanol combustível, o álcool 96 °GL (ou “álcool de farmácia”) não é capaz de eliminar o coronavírus e desinfetar as mãos ou ambientes e objetos: o álcool evapora com mais facilidade, antes do tempo necessário para a sua ação contra o vírus

Álcool 54 °GL não serve para desinfetar

Abaixo da concentração de 70°GL, o álcool também se torna ineficiente. Sendo assim, o álcool de supermercado destinado a limpeza em geral não atenderia, já que tem uma graduação de 54°GL e não tem poder de eliminar o coronavírus e desinfetar ambientes e mãos ou esterilizar objetos.

Como prevenir a contaminação por coronavírus

Para evitar a proliferação do coronavírus, o Ministério da Saúde recomenda medidas básicas de higiene, como lavar bem as mãos (dedos, unhas, punho, palma e dorso) com água e sabão, e, de preferência, utilizar toalhas de papel para secá-las.

Publicidade
Veja também
Publicidade
Publicidade
Publicidade
plataforma ead
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade