Publicidade

Menino de 4 anos morre ao cair em tanque de empresa

Postado em 23/09/2021 17:04

João Pedro foi encontrado dentro de um tanque de uma empresa de extração de rochas — Foto Arquivo pessoal

Um menino de quatro anos morreu após cair no tanque de uma empresa de extração de rochas em Caratinga (MG). O corpo de João Pedro André de Souza foi encontrado nesta quarta-feira (22). Marcelo André de Souza, tio do garoto, conta que ele foi visto pela última vez enquanto brincava em uma área vizinha ao lugar onde foi localizado. A avó o chamou para ir junto com ela, já que iria lavar roupas.

“Passou uns 10 minutos e ele não apareceu, minha mãe veio cá caçar ele e deu falta dele”, diz.

A empresa foi procurada informou que toma providências para evitar invasões, mas pessoas não autorizadas entram na área do tanque

Advertisement

 

Os familiares fizeram buscas por mais de duas horas – Foto Hérisder Matias/Inter TV

Os familiares fizeram buscas por mais de duas horas, até que uma corda, usada pelo menino para brincar, foi encontrada perto do tanque. “Nós entramos lá e achamos a cordinha dele perto do poço e vimos a marquinha dos pezinhos dele onde ele andou”, fala o tio.Era por volta das 11h30 quando a família acionou o Corpo de Bombeiros.

“A água era muito suja e barrenta, começamos a fazer mergulhos e tateamento para tentar achar o garoto. Infelizmente, acabamos encontrando ele sem vida em um dos poços que estava lá”, diz o soldado Miquéias Garcia.

Para ter acesso aos tanques, a família acredita que João Pedro passou por um buraco no muro da empresa. “Tem mais de mês que eu estou vendo ele [buraco] aí, tem pouco tempo que nós moramos aqui”, diz o tio. De acordo com Marcelo de Souza, o menino era criado pela avó. O pai dele está preso e a família não sabe o paradeiro da mãe. A perícia da Polícia Civil esteve no local e vai investigar o caso.

O que diz a empresa

 

Por meio de nota, o Britador São Geraldo lamentou a morte do garoto e disse que seguirá adotando as providências para que pessoas não autorizadas não entrem na área do tanque de decantação.

“Todas a divisas de seu terreno com a Comunidade Vale do Sol são muradas. Mesmo assim, era comum a entrada e pessoas não autorizadas no imóvel, o que levou os representantes do Britador São Geraldo a procurarem por diversas vezes as autoridades locais, visando obter meios para a inibição dos indevidos acessos, tendo sido lavrados diversos Boletins de Ocorrência, por ocasião desses acontecimentos.”

Sobre o buraco no muro mencionado pelo tio de João Pedro, a empresa esclareceu ainda que reconstruiu o muro há três meses e instalou informativos visuais e escritos.

“No entanto, crianças residentes na Comunidade Vale do Sol depredaram esses informativos e cavaram um buraco na parte inferior do muro, com o objetivo de acessarem o tanque de decantação, o que era de absoluto desconhecimento da empresa”, afirma a nota.

 

Por G1

Comente! *Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Publicidade
Veja também
Publicidade
Publicidade
Publicidade
plataforma ead
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade