Publicidade

Advogadas de Minas são presas em Goiás acusadas de tráfico de drogas

Postado em 23/08/2020 14:40

Advogadas Cláudia Cardoso e Fernanda Vianini presas por suspeita de tráfico interestadual de drogas (foto: Reprodução / Redes Sociais)

As advogadas Cláudia Marcia Lacerda Cardoso e Fernanda Aparecida Vianini Paula, ambas de São João del-Rei, foram presas nesta quinta-feira (20), em Goiânia (GO), suspeitas de tráfico de drogas. Segundo a Polícia Militar (PM-GO), elas estavam em um hotel e foram encontradas após dois comparsas – Leandro Machado da Silva e Álvaro Fuzzati Tho – terem sido presos. A Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG) fez uma busca e apreensão na residência dos suspeitos, em São Jão del-Rei e em Matosinhos, e encontrou drogas e aparelhos eletrônicos.

Os suspeitos informaram aos policiais que vieram de um sítio em Minas Gerais e, no momento, estavam hospedados em um hotel, com duas advogadas. No estabelecimento citado pelos homens, a PM encontrou R$ 8 mil em um dos quartos em que estava uma das mulheres. Com apoio das câmeras de vídeo do hotel e do condomínio, os policiais verificaram que as duas advogadas chegaram ao hotel com os dois homens transportando drogas.

(foto: Divulgação / Polícia Civil)
              (foto: Divulgação / Polícia Civil)

Em um sítio entre os municípios de São João del-Rei e Tiradentes, na região do Campo das Vertentes, a Polícia Civil encontrou drogas neste sábado (22). Os policiais cumpriram um mandado de busca e apreensão após o sítio ter sido apontado como locação de uma das duas advogadas presas em Goiânia – GO. No lugar, foram encontrados 14 tabletes de maconha, um tablete de cocaína pura, uma balança e vários documentos.  

Em Matosinhos, na casa de Cláudia Cardoso, a polícia também encontrou dois papelotes de cocaína, dois tabletes de maconha, dois pen drives, um notebook e um HD externo. Todo o material foi encaminhado à delegacia para as demais providências. De acordo com a PCMG, um motorista de São João del-Rei, que passava temporadas no sítio com a advogada, está sendo investigado como integrante da quadrilha. 
 
Álvaro Fuzzati Tho, um dos suspeitos preso com as advogados, em Goiânia, tem passagem pela polícia por tráfico de drogas(foto: PMMG)Álvaro Fuzzati Tho, um dos suspeitos preso com as advogados, em Goiânia, tem passagem pela polícia por tráfico de drogas(foto: PMMG)

 

Comente! *Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Publicidade
Veja também
Publicidade

Noticias relevantes:

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
error: Este conteúdo é protegido!