Publicidade

SINTRAM vai representar denuncia contra prefeito na Câmara e cobra posicionamento do líder do governo

Postado em 28/07/2021 10:52

O prefeito de Divinópolis Gleidson Azevedo (PSC) vai enfrentar a primeira denuncia de improbidade administrativa. O pedido de cassação será enviado a Câmara Municipal pelo Sindicato dos Trabalhadores Municipais de Divinópolis. A decisão foi aprovada durante uma assembleia virtual realiza pelo SINTRAM, para discutir as ações do funcionalismo de Divinópolis relativo à Campanha Salarial 2021.

O pedido considera que o prefeito não está cumprindo a Lei de 2015 e a Constituição Federal. A legislação prevê a correção salarial de 5,2% estabelecido pelo IPCA da Fundação IPEAD/UFMG. A aplicação da correção deveria ter sido feita em março de 2021. O documento traz um resumo de todas as tentativas de negociação dos sindicatos junto à gestão Gleidson Azevedo, desde o dia 12 de março, quando foi protocolado ofício na Prefeitura de Divinópolis para abertura da Campanha Salarial.

Apesar de entender que o ato de aceitar a denuncia é um procedimento político, o diretor jurídico do Sindicato Antonio Leonardo, espera um posicionamento dos vereadores, principalmente do líder do governo na Câmara o vereador Edson Souza (CD). Segundo o diretor do SINTRAM, em 2019 o parlamentar deu apoio aos servidores quando cobraram da gestão passada o cumprimento da mesma lei.

Advertisement

A assembleia também deliberou sobre o indicativo de greve. Foi decidido pelos servidores, que no atual momento não será deflagrada a greve do funcionalismo, em consideração à população divinopolitana, tendo em vista o momento de pandemia da Covid-19. No entanto, foi acertado, que o indicativo de greve continua vigente, podendo o Sintram convocar assembleia futura para votação do movimento de paralisação.

Comente! *Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Publicidade
Veja também
Publicidade
Publicidade
Publicidade
plataforma ead
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
error: Este conteúdo é protegido!