fbpx
Pular para o conteúdo
  • Home
  • Policial
  • Réu por matar colega de cela no Presídio Floramar tem problemas psicológicos, diz enfermeira

Réu por matar colega de cela no Presídio Floramar tem problemas psicológicos, diz enfermeira

Image

Um detento de 32 anos, réu por matar um colega de cela, de 34, no Presídio Floramar, em Divinópolis, teria problemas psicológicos. A afirmação é de uma testemunha que é enfermeira da unidade prisional durante uma audiência no começo de junho. As informações são do Jornal Agora.

O crime, que aconteceu no dia 11 de março, ocorreu por conta uma dívida de drogas da vítima. O autor confessou o assassinato, detalhando que asfixiou o colega e que pediu para trocar de cela por conta da desavença.

A Polícia Civil finalizou o inquérito ainda em março e indiciou o detento por homicídio qualificado por motivo fútil e com emprego de asfixia.

Defesa pede internação de autor de homicídio na Floramar

Durante audiência, a enfermeira do Presídio Floramar alegou que o réu tomava remédios controlados por conta dos problemas psicológicos. Por conta disso, a Defensoria Pública pediu a instauração de insanidade mental.

Caso o pedido seja acatado pela Justiça, o réu irá se submeter a um processo de verificação de saúde mental. Em caso de insanidade, ocorrerá a transferência para tratamento especializado, como previsto no Código Penal.

Porém, a acusação discorda e ressalta a tese de que o detento cometeu o crime de forma premeditada e com frieza nos detalhes. Inclusive, durante a audiência, o réu voltou a confessar o assassinato.

Acompanhe as notícias de Divinópolis e região em tempo real no nosso grupo de WhatsApp, clicando aqui neste link.

Presídio Floramar, em Divinópolis.
0 0 votes
Article Rating
Subscribe
Notify of
1 Comentário
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
View all comments
trackback

[…] post Réu por matar colega de cela no Presídio Floramar tem problemas psicológicos, diz enfermeira apareceu primeiro em Portal […]

1
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x