Publicidade

Policia Civil prende filhos e neta de Flordelis e denuncia deputada como mandante da morte do marido

Postado em 24/08/2020 9:44

Operação prende parentes de Flordelis e denuncia deputada como mandante da morte do marido O pastor Anderson do Carmo foi assassinato em junho de 2019 em Niterói, no Rio de Janeiro. A deputada Flordelis (PSD-RJ) havia relatado que o marido foi vítima de um assalto. Ao menos sete suspeitos de ligação com o crime, incluindo filhos de Flordelis, foram presos. A parlamentar não pôde ser presa por ter foro privilegiado. O ‘G1’ informou que ainda não conseguiu contato com a deputada.
 
A Polícia Civil do RJ e o Ministério Público do Rio de Janeiro (MPRJ) denunciaram a deputada federal Flordelis (PSD-RJ) como mandante da morte do seu marido, o pastor Anderson do Carmo, que foi executado com mais de 30 tiros em 16 de junho de 2019. A deputada não pôde ser presa por causa da imunidade parlamentar, mas seis filhos dela foram presos. Um dos mandados está sendo cumprido na casa da deputada, local do crime, no bairro de Pendotiba, em Niterói, no RJ. O apartamento funcional da deputada, em Brasília, também foi alvo de buscas da polícia. 

Denunciados: 

  • Flordelis dos Santos de Souza: por homicídio triplamente qualificado; tentativa de homicídio duplamente qualificado; associação criminosa majorada; uso de documento ideologicamente falso e falsidade ideológica;
  • Marzy Teixeira da Silva (filha adotiva): homicídio triplamente qualificado; tentativa de homicídio duplamente qualificado e associação criminosa majorada – presa;
  • Simone dos Santos Rodrigues (filha biológica): homicídio triplamente qualificado; tentativa de homicídio duplamente qualificado e associação criminosa majorada – presa;
  • André Luiz de Oliveira (filho adotivo): homicídio triplamente qualificado; tentativa de homicídio duplamente qualificado e associação criminosa majorada – preso;
  • Carlos Ubiraci Francisco Silva (filho adotivo): homicídio triplamente qualificado – preso;
  • Adriano dos Santos (filho biológico): associação criminosa e uso de documento falso – preso;
  • Flavio dos Santos Rodrigues (filho biológico): Associação criminosa e uso de documento ideologicamente falso – já estava preso;
  • Lucas Cezar dos Santos (filho adotivo): associação criminosa – já estava preso;
  • Rayane dos Santos Oliveira (neta): homicídio triplamente qualificado e associação criminosa majorada – presa;
  • Marcos Siqueira (ex-policial): associação criminosa e uso de documento falso – já estava preso;
  • Andreia Santos Maia (mulher do ex-policial): associação criminosa e uso de documento falso – presa.

(Anderson do Carmo e Flordelis) (Reprodução // Instagram)

 

Comente! *Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Publicidade
Veja também
Publicidade

Noticias relevantes:

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
error: Este conteúdo é protegido!