fbpx
Pular para o conteúdo
  • Home
  • Policial
  • Polícia ainda tenta identificar 6 corpos encontrados em Divinópolis

Polícia ainda tenta identificar 6 corpos encontrados em Divinópolis

PC fala como estão as investigações de corpos localizados em 2023 em Divinópolis
PC fala como estão as investigações de corpos localizados em 2023 em Divinópolis Foto: Bombeiros/arquivo MPA

Em meio à contagem regressiva para o encerramento do ano de 2023, as investigações relacionadas aos corpos localizados em Divinópolis-MG, permanecem inconclusivas. O MPA buscou esclarecimentos junto à Polícia Civil sobre o progresso das averiguações e a identificação dos corpos envolvidos. No entanto, apenas dois casos que teve repercussão na imprensa foram esclarecidos pelas autoridades policiais: o de Sheilla Angelis de 36 anos e da adolescente de 17 anos, Eduarda Gonçalves.

Recentemente, a Polícia Civil emitiu uma nota referente a um caso datado de 10 de setembro, quando o corpo de uma mulher foi encontrado no rio Itapecerica, no bairro Porto Velho. A instituição declarou que, até o momento, não há indícios de crime neste caso específico. A perícia aguarda o laudo de necropsia, que será posteriormente encaminhado ao Poder Judiciário, conforme esclarecido pela Polícia.

Advertisement

Quanto aos demais casos, VEJA NOTA DA POLÍCIA CIVIL NA ÍNTEGRA:

A Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG) informa que, até o momento, não há indícios de crime no caso do corpo de uma mulher encontrado no dia 10 de setembro deste ano. A perícia está aguardando o laudo de necropsia, que será encaminhado ao Poder Judiciário. Os demais procedimentos estão em investigação na Delegacia Regional em Divinópolis“.

Destaca-se que o mês de setembro deste ano foi particularmente notório, marcado pela descoberta de dois corpos em um curto intervalo de tempo, sendo o da mulher que a Polícia aguarda laudo e o caso do dia 11 de setembro, onde o corpo de um homem foi localizado no rio Itapecerica, na Cachoeira do Caixão.. Ele tinha tatuagens nos ombros e tatuagem com nome parcialmente legível no antebraço direito. Ele tinha menos de 35 anos.

A Polícia Civil informou que os esforços para identificação dos corpos continuam, para proporcionar respostas às famílias enlutadas e à comunidade local.

Relembre os casos:

No dia 04 de abril, o corpo de um homem que não teve a idade identificada, em estado avançado de decomposição foi avistado no rio Itapecerica, em Divinópolis.

No dia 23 de agosto, o corpo de homem foi localizado no rio Itapecerica, próximo a ponte que liga ao bairro Niterói. Um zelador do Parque da Ilha observava as águas, momento em que viu o corpopreso as pedras. Havia corte na cabeça e ferimento nas costas.

No dia 10 de setembro, um corpo foi encontrado boiando no rio Itapecerica, no bairro Porto Velho. A vítima era do sexo feminino e tinha aparentemente 70 anos. O corpo foi retirado pelo Corpo de Bombeiros.

Já em 11 de setembro, o corpo de um homem foi localizado no rio Itapecerica, na Cachoeira do Caixão. Ele tinha tatuagens nos ombros e tatuagem com nome parcialmente legível no antebraço direito. Ele tinha menos de 35 anos.

No bairro Esplanada no dia 03 de outubro, foi encontrado o corpo de um homem em estado de decomposição. O corpo estava na margem do rio, em um barranco de aproximadamente de 3 metros de altura e faltava um pedaço da mão.

No dia 04 de novembro, um corpo sem sexo e idade, identificados, foi encontrado próximo a estrada de Buritis, na região situada no fim da pista do Aeroporto Brigadeiro Cabral. A pessoa já estava em estado avançado de decomposição.

Mais detalhes sobre os casos em que os corpos foram identificados:

O corpo encontrado no dia 29 de março, foi identificado pela Polícia Civil, sendo o da adolescente Eduarda Gonçalves. O corpo da jovem, de 17 anos, foi encontrado carbonizado na estrada de acesso à comunidade Córrego do Paiol, em Divinópolis. No momento da ocorrência, o fogo ainda não teria sido apagado por completo.

“A Polícia Civil informou na época que o corpo da vítima, foi liberado pelo Instituto Médico-Legal Dr André Roquete (IMLAR) ao Posto médico-legal de Divinópolis no dia 3 de agosto deste ano, e este aos familiares na mesma data”. Até o momento ninguém foi preso.

Outro caso solucionado pela Polícia Civil foi o Caso da motorista Sheilla Angelis, de 36 anos, que desapareceu no dia 09 de setembro e teve o corpo localizado no dia 27 de setembro e, desde então, a perícia e a Polícia Civil estavam trabalhando em investigações para identificá-lo. A Polícia confirmou no dia 08 de outubro, que o corpo era realmente o de Sheilla. O acusado de matar Sheilla, continua preso no Rio de Janeiro.

https://www.sistemampa.com.br/noticias/policial/caso-eduarda-policia-civil-diz-que-corpo-de-adolescente-foi-liberado/
PC fala como estão as investigações de corpos localizados em 2023 em Divinópolis
PC fala como estão as investigações de corpos localizados em 2023 em Divinópolis Foto: Bombeiros/arquivo MPA

mobile