Mais de 100 pessoas da região são atingidas pela morte do Rio Paraopeba

Postado em 12/02/2019 17:02

Vários técnicos do IMA (Instituto Mineiro de Agropecuária) estiveram em algumas cidades da região Centro-Oeste para dar orientações e fazer um levantamento de quantas pessoas e produtores rurais foram atingidos pelo crime ambiental cometido pela mineradora Vale do Rio Doce, em Brumadinho (MG).

Entre os dias 29 e 31 de janeiro, os técnicos avaliaram profundamente as consequências nas vidas de trabalhadores e famílias que dependem economicamente do ecossistema no Rio Paraopeba.

Segundo levantamento, um pouco mais de cem pessoas foram diretamente atingidas. Entre os mais afetados estão pescadores e produtores rurais.

Pará de Minas é uma das cidades mais impactadas.

Segundo a ONG S.O.S. Mata Atlântica, a lama de rejeitos resultante do rompimento da barragem da Vale em Brumadinho ocasionou a morte do Rio Paraopeba em toda sua extensão.

Veja também
Comentários *Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem. comentarios