Pediatras realizam assembleia, mas Unimed faz proposta de reajuste abaixo da tabela da ANS

Postado em 15/04/2019 7:50

O impasse entre os profissionais da área de pediatria e as operadoras de planos de saúde continua. Se ambas as partes não chegarem em um acordo a ameaça de suspensão dos atendimentos de puericultura pelos planos será concretizada. A data limite imposta pelos médicos foi o dia 25 de abril

Na última semana os profissionais chegaram a se reunir com a direção da UNIMED que é a empresa com a maior cartela de conveniados. A operadora ofereceu uma correção de aproximadamente 18% de reajuste. Eles afirmam que a correção está bem abaixo do que é desejado.

Nesta segunda-feira, 15 os profissionais participam de mais uma assembleia coordenada pelo Conselho Regional de Pediatria. Os médicos vão avaliar a contraproposta feita pelas operadoras dos planos de saúde. Se eles rejeitarem a proposta de correção a ameaça de greve deve ser mantida.

O ultimo reajuste da tabela de preço dos planos de saúde foi em 2012. A solicitação pra reconhecer a puericultura como um atendimento médico constante já foi interpretada pela Agência Nacional de Saúde, a ANS no ano de 2014. De acordo com o presidente regional oeste de pediatria Nozor Galvão, nenhum convênio atualizou os valores desde então.

O valor da puericultura há sete anos é de 124 reais. O valor atualizado hoje seria de 189,37. Sem acordo, cerca de 50 consultórios pediátricos podem suspender o atendimento de puericultura.

Veja também
Comentários *Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem. comentarios