Publicidade

Para não fechar leitos no hospital de campanha, Gleidson cobra que o estado pague a conta

Postado em 03/06/2021 10:46

Prefeito pede regularização para não fechar leitos no hospital de campanha

Foto SMPA/Prefeito pede regularização para não fechar leitos no hospital de campanha

O hospital de campanha, localizado no estacionamento da UPA Padre Roberto em Divinópolis, se tornou um alívio para a saúde do município e região durante a pandemia. Apesar de servir para atender pacientes com a Covid 19, o hospital pode sofrer uma baixa, pois a Prefeitura de Divinópolis solicitou um corte de 37,5% dos leitos de enfermaria. O documento, assinado pelo prefeito Gleidson Azevedo (PSC) no último dia 15, envia o pedido de redução ao presidente do Instituto Brasileiro de Desenvolvimento Social (IBDS), Gustavo Luiz Guilherme Pinto. No documento, a Prefeitura justifica a readequação alegando que não tem condições financeiras para manter todos os leitos sem ajuda do Estado. Considerando que o município não consegue arcar sozinho com a parte variável da manutenção destes leitos, uma vez que estão disponibilizados e são utilizados para a região de saúde Oeste, o Município solicita a readequação do número de leitos do hospital de campanha.

Em entrevista na manhã desta quinta-feira (03/06), no Programa Bom Dia Divinópolis, o Prefeito Gleidson Azevedo, confirmou essa informação ao apresentador Flaviano Cunha. Segundo o Chefe do Executivo, o município de Divinópolis está bancando R$500 mil reais por mês. Nesse sentido, foi feito o pedido ao Estado, para que o recurso seja bancado pelo Estado. No entanto, o Prefeito pediu a regularização por parte do Estado para não fechar leitos no hospital de campanha.

Dados de ontem (02/06) mostra a ocupação de leitos de UTI passando dos 93% em Divinópolis:

Advertisement

O boletim municipal da Covid-19 atualiza o número de casos de coronavírus na cidade. Hoje(02/06) são 214 pessoas internadas nos leitos exclusivos para a Covid, São 103 pessoas hospitalizadas em UIT’s e sendo 66 residentes em Divinópolis e 37 residentes em outros municípios. Ainda 111 o total de pacientes internados em enfermaria. A ocupação de Leitos de UTI está em 93,6%.

Atualmente são 13.406 casos confirmados, sendo 6.251 homens e 7.155 mulheres. São 426 óbitos, sendo 224 homens e 202 mulheres. Ainda seis óbitos estão em investigação. Taxa de Letalidade: 3,18% Ritmo de Contágio: 1,00

Vale relembrar que durante a implantação do hospital de campanha, no começo de abril do ano passado, o centro contava com 40 leitos totais, sendo 20 de enfermaria e 20 de UTI. Com o agravamento da pandemia, a Prefeitura anunciou a ampliação dos leitos disponibilizados.

Ocupação de leitos de UTI passa dos 93% em Divinópolis

Comente! *Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Publicidade
Veja também
Publicidade
Publicidade
Publicidade
plataforma ead
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
error: Este conteúdo é protegido!