Padrasto relata a polícia onde teria enterrado menina em Carmo da Mata

Postado em 16/11/2016 22:15

A noite desta quarta-feira (16), foi marcada por uma intensa movimentação na porta da casa da menina Ana Clara,de 5 anos, desaparecida desde sábado (12) em Carmo da Mata. A mobilização se dá após a notícia de que o padrasto da menina, de 27 anos, teria confessado a Polícia Civil o possível assassinato da menina e indicaria o local onde o corpo foi enterrado, que seria em uma fazenda, na zona rural do município.

.

15027764_1394616363912298_7349907918529935662_n-e1479050885804

.

Ana Clara foi vista pela última vez na rua Expedicionário José da Cruz, às 15h, do último sábado (12), com bermuda de cotton colorida e  blusa na cor lilás e com duas tranças no cabelo. Na tarde da última segunda-feira (14), a Justiça havia decretado a prisão temporária do padrasto da menina, que foi detido após ter apresentado uma carteira de habilitação falsa em depoimento sobre o desaparecimento de Ana Clara.

A reportagem apura novas informações.

Populares se mobilizam na porta da casa da jovem Ana Clara. (Foto: Thiago Góis/A Notícia)

Populares se mobilizam na porta da casa da jovem Ana Clara. (Foto: Thiago Góis/A Notícia)

Veja também
Comentários *Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem. comentarios
WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
error: Este conteúdo é protegido!