Publicidade

Especialistas de tecnologia dão dicas para pequenos empreendedores estruturarem os negócios no mundo digital

Postado em 08/10/2020 10:26

A quarentena forçou muitos pequenos empresários a repensarem seus modelos de negócio. Com grande parte da população em casa, muitas decisões rápidas precisaram ser tomadas para se adaptar ao novo cenário do mundo, seja revisitando custos e fornecedores ou buscando novas estratégias que gerem valor neste momento. E se antes a transformação digital era vista apenas como uma tendência de grandes corporações, hoje a crise mostrou a importância de ter negócios digitalizados e prontos para este mundo online.

No primeiro mês da quarentena, todos os esforços estavam focados na estrutura do negócio: colocar toda a operação em home office, entender as necessidades dos colaboradores, se adaptar aos novos desafios do trabalho remoto. Mas e agora, com quase três meses de pandemia, como aplicar, de fato, as mudanças necessárias para este “novo normal”? Por onde começar?

Três especialistas da área de tecnologia compartilham dicas para estruturar seu negócio online e adequar suas operações para trazer a sua empresa para o mundo digital. Confira:

Aposte em um software de gestão de empresas

Os ERPs (Enterprise Resource Planning) são sistemas que reúnem e integram as informações de diversos setores da empresa, organizando e armazenando-as de forma automática. Na prática, o ERP funciona como um grande banco de dados, onde as informações interagem entre si de forma automática. Por exemplo, ao registrar uma compra no sistema, o valor já é lançado no módulo financeiro (no contas a pagar ou pagamentos, de acordo com a situação), de estoque (entrada ou saída), e assim sucessivamente.

Marcio Tomelin, diretor de Produto e Mercado na WK Sistemas, empresa de Blumenau especialista em ERP, afirma que investir em um software de gestão pode evitar muita dor de cabeça: “Ter um bom sistema que integra de forma inteligente todas as áreas do negócio traz um grande alívio para a rotina dos empreendedores, que muitas vezes ficam responsáveis por todas as funções burocráticas do negócio. Usar um ERP traz não só mais segurança para a empresa, como também diminui custos, previne possíveis problemas e dá mais agilidade no desempenho de tarefas”, comenta.

Invista em automação

A automação é responsável por avanços não somente na área financeira, mas em todas as esferas de um negócio. Quando a tecnologia é aliada aos processos, os benefícios vão além da redução de custos. O ponto-chave é a capacidade de analisar o todo, identificando carências e propondo melhorias que podem otimizar recursos, além de auxiliar na tomada de decisões. “A lista de aspectos que tornam a automação primordial para o sucesso de um negócio é longa, mas de forma resumida o maior ganho é a possibilidade de ter um overview da empresa, dos processos e dos resultados que têm sido alcançados até então. Ao ter a visão geral, se torna mais fácil identificar quais custos você precisará trabalhar para reduzir”, comenta Jonatan da Costa, CEO da Área Central — empresa especialista em gestão de redes e centrais de negócios.

Utilizar uma plataforma inteligente para a gestão pode ser o começo. Esse modelo de tecnologia integra e centraliza informações dos associados, transformando dados em resultados, em forma de gráficos e relatórios para acompanhamentos de cenários e tomada de decisões mais assertiva. A automação também pode minimizar os erros, aumentar a produtividade das pessoas envolvidas nos processos e permitir a mensuração dos resultados.

Avalie novos mercados

A pandemia do novo coronavírus trouxe novos hábitos, principalmente de consumo. Se antes os e-commerces vinham crescendo discretamente, hoje as lojas virtuais dispararam suas vendas, já que, muitas vezes, são a única opção do consumidor. Para Alexandre Souza, gestor do Startup SC, do Sebrae/SC, foi a tecnologia que possibilitou, na maioria das vezes, que empresas continuassem ativas, o que torna ainda mais importante que o empreendedor se atualize e não perca a possibilidade de atuação em novos mercados.

“O surgimento de novos potenciais mercados é uma das possibilidades que se abrem às empresas em meio a uma crise, mas que para ter bons resultados é necessário acompanhar as inovações quase que diárias do mercado e entender como processos essenciais para o sucesso da empresa podem ser otimizados”, conclui Alexandre.

Comente! *Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Publicidade
Veja também
Publicidade

Noticias relevantes:

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
error: Este conteúdo é protegido!