Publicidade

Campanha alerta sobre importância da saúde dos rins; confira ações em Divinópolis

Postado em 04/03/2020 11:19

O Dia Mundial do Rim, terá como tema central neste ano de 2020, “Saúde dos Rins Para Todos. Ame seus rins!”. Este ano a data será comemorada no dia 12 de março, e tem como objetivo reduzir o impacto da doença renal em todo o mundo.  Em Divinópolis, a Adortrans– Associação dos Doentes Renais e Transplantados de Divinópolis e Região Centro-Oeste coordena a campanha, mobilizando toda a população por meio de material informativo e educativo sobre os fatores de risco para a Doença Renal Crônica (DRC).

As ações começam no sábado (07), no auditório da UNA, com o Simpósio com as seguintes palestras: “A Importância do Dia Mundial do Rim”; “Doença  Renal Crônica”, “Alimentação na Prevenção da Doença Renal Crônica”.    

No dia 12 de março, a programação segue com a Caminhada de Conscientização- Dia Mundial do Rim, com concentração na Praça Dom Cristiano, a partir de 8h e saída às 9h30, passando pela Avenida 1º de Junho, sentido Rua São Paulo. Nos dias 14 (sábado) e 15 (domingo) de março estão programados eventos sociais no quarteirão fechado da Rua São Paulo e sede social do Divinópolis Clube, respectivamente, de 8h às 13h.

Advertisement

Segundo Maldo de Oliveira, presidente voluntário da Adortrans, a Semana Mundial do Rim 2020 repetirá o grande sucesso dos anos anteriores, refletindo em um número progressivamente maior de atividades, sendo o Brasil o atual campeão em ações em todo o mundo. Por isso, há o engajamento de diversos profissionais de saúde.

Cerca de uma em cada 10 pessoas no mundo tem doença renal. Anualmente, milhões de pessoas morrem devido à complicações relacionadas à DRC. A progressão da DRC pode ser retardada, desde que o diagnóstico seja feito a tempo para a adoção de medidas apropriadas.

Sobre a Doença Renal Crônica

A doença renal crônica (DRC) se caracteriza por lesão nos rins que se mantém por três meses ou mais, com diversas consequências. Os rins têm muitas funções, dentre elas: regular a pressão arterial, “filtrar” o sangue, eliminar as toxinas do corpo, controlar a quantidade de sal e água do organismo, produzir hormônios que evitam a anemia e as doenças ósseas, entre outras. Em geral, nos estágios iniciais, a DRC é silenciosa, ou seja, não há sintomas. Por isto, o diagnóstico pode ocorrer tardiamente, quando o funcionamento dos rins já está bastante comprometido, muitas vezes em estágio muito avançado, quando é necessário tratamento de hemodiálise ou transplante renal. Assim, são fundamentais a prevenção e o diagnóstico precoce da doença, com exames de baixo custo, como a creatinina no sangue e o exame de urina simples.

Programação:

 

Comente! *Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Publicidade
Veja também
Publicidade
Publicidade
Publicidade
plataforma ead
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
error: Este conteúdo é protegido!