Treinador admite: 5 jogos, 5 decisões. - Portal MPA

Publicidade

Treinador admite: 5 jogos, 5 decisões.

Postado em 02/11/2021 13:08
Publicidade

Evitar ilusões e trazer a (dura) realidade e o caminho para o objetivo restante de 2021. O Cruzeiro luta contra o rebaixamento na Série B. E tem obrigação de somar mais quatro, cinco pontos nas cinco rodadas finais. O discurso de Luxemburgo após o empate contra o Vila Nova atingiu os pontos citados. Há pressão, mas confiança de evitar o Z-4 e um rebaixamento vexatório para o clube.

“O torcedor tem que entender que manter o time na segunda divisão é obrigação nossa e pensar para o ano que vem” (Luxemburgo).

São 16 empates na Série B, com 40 pontos somados e a 14ª colocação. O Cruzeiro corre o risco de ser ultrapassado por Ponte Preta, e ainda ver Brusque e Londrina se aproximarem. O trio joga nesta terça-feira, pela mesma 33ª rodada que a Raposa abriu. Londrina e Brusque, inclusive, são os próximos adversários celestes, e somam 35 pontos, cada.

Subir é uma missão adiada (outra vez). No máximo, o Cruzeiro chega aos 55 pontos. Avaí e Goiás, que fecham o G-4 atrás dos líderes Botafogo e Coritiba, somam 53 pontos cada. Naturalmente, farão pontuação acima da Raposa. A realidade é olhar para baixo.

“O pessoal de baixo encostou, mas estamos com pontuação… Faltam 5 jogos para conquistar 4, 5 pontos e de manter o time na segunda divisão. Essa é a condição do Cruzeiro, não arranjem outra. Porque se não ganhamos lá atrás para avançar, é porque essa é a situação atualmente. Vamos brigar muito para manter essa posição, brigar para manter o time aqui”.

O Cruzeiro saiu atrás do placar diante do Vila Nova. Conseguiu empatar em conversão de pênalti de Giovanni. Tudo no primeiro tempo que se alongou por quase uma hora e meia. Para Luxa, muita “catimba” do adversário e um campo pesado que favoreceu o jogo de ligação direta do Vila.

“Eles fazem aquilo que tem que fazer. Quem tem que proibir (cera) é o juiz. Antes do jogo, eu falei para o árbitro que todos os times que estão vindo aqui, tentam ganhar tempo. E a condição do gramado prejudicou bastante. Favoreceu o time deles, que tem bola parada forte, jogadores altos, ligação direta o tempo todo, o numero 5 metendo a bola no centroavante”.

“Time entrou hoje diferente, lutaram, brigaram, jogo difícil, gramado encharcado. Para ser bem sincero, estamos tranquilos de manter o time na segunda divisão, é trabalhar bastante. É o que nos temos de realidade. Não adiante chegar aqui e falar outra realidade que não existe”.

Na próxima rodada, o Cruzeiro irá visitar o Londrina no Paraná, na sexta-feira. Briga direta para afugentar a zona de rebaixamento. A Raposa não vence há quatro rodadas. O último triunfo, surpreendente 3 a 0, foi diante do líder Coxa, no Couto Pereira.

FUTEBOL MINAS FM

Publicidade