Ronaldinho segue preso no Paraguai e sem perspectiva de sair

Postado em 04/04/2020 11:08

Exatamente um mês atrás, no dia 4 de março, acompanhado de seu irmão, Roberto Assis, Ronaldinho Gaúcho desembarcou no aeroporto internacional Silvio Pettirossi em Luque, na grande Assunção.

Foi recebido como o popstar que é, duas vezes eleito o melhor jogador do planeta, campeão do mundo, da Liga dos Campeões, da Copa Libertadores. 

No dia 6 de março, data da prisão, parecia inverossímil imaginar que um dos maiores jogadores da história do futebol pudesse passar seu aniversário de 40 anos numa cadeia.

A data chegou – 21 de março – e Ronaldinho não pôde ter festa nem visita.

Duas semanas depois, continua preso e sem perspectiva de quando será solto.

Seu caso, que chegou a mobilizar o ministro da Justiça do Brasil, Sergio Moro, hoje não causa a mesma repercussão.

Os  policiais e guardas com quem convive não se queixa do tratamento, mas diz que não entende porque está preso há tanto tempo.

 

Veja também
Comentários *Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem. comentarios
error: Este conteúdo é protegido!