Cuca mudou esquema do Atlético e surpreendeu na vitória sobre o Flamengo - Portal MPA

Publicidade

Cuca mudou esquema do Atlético e surpreendeu na vitória sobre o Flamengo

Postado em 08/07/2021 13:04

Ao divulgar a escalação uma hora antes do jogo contra o Flamengo, o Atlético surpreendeu. Cuca, que não contava com o meia Nacho Fernández, lesionado, optou por um esquema com três zagueiros, escalando o recém-chegado Nathan Silva. Deu certo, apesar de o técnico reconhecer a arriscada cartada que deu. O Galo venceu por 2 a 1, se manteve no G-4 e diminuiu a distância para a liderança do Brasileirão.

Cuca destacou que a tática seria muito questionada, caso o time saísse do Mineirão derrotado. Mas, ressaltou, que estudou o Flamengo e apostou no que achava melhor para superar o rival. Sem ter medo.

Advertisement

“A gente, que toma decisões, tem que saber o que é melhor. Eu não posso ficar com medo da imprensa ou de comentários, se não der certo.”

“Quando você muda e não dá certo, inventou, não tinha treinado. É muito em função do resultado e não pelo que planeja. Às vezes, o plano não dá certo, mas a ideia é boa. E eu tive essa ideia analisando bem o Flamengo. E que jogo bem jogado taticamente. Foi muito estudado, um jogo de xadrez”.

A opção de um zagueiro na vaga do “maestro” do time, Nacho, não significou um time travado na defesa.

“Se você for analisar friamente, você trocou o Nacho por um zagueiro. Se acontece uma derrota… Mas quando você coloca esse zagueiro, ele tem boa saída, velocidade, bom passe. Você libera o Mariano, libera o Arena para fazerem o que fizeram no jogo, você libera o Zaracho para ir lá dentro”.

O Atlético marcou dois gols logo no começo do segundo tempo, ambos com Savarino. O Flamengo diminuiu já na reta final. E teve tudo para empatar, mas Everson fez um paredão na finalização de Arrascaeta. Para Cuca, um “gol” do goleiro.

“O Everson, que outro dia falhou contra o Ceará, hoje fez o gol, que foi essa defesa que ele fez cara a cara com o Arrascaeta”.

Os sustos nos minutos finais merecem atenção de Cuca. Mas o treinador não quer deixar que eles abafem a boa atuação da equipe.

“Que sirva de lição para o futuro a gente tirar lições, pois vem jogo de mata-mata e a gente tem que fazer por onde não sofrer tanto susto até o final. E que isso também não sirva para tirar o brilho da partida que esses rapazes fizeram. Fizeram um grande jogo”.

Comente! *Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Publicidade
Veja também
Publicidade
Publicidade
Publicidade
plataforma ead
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade