Ceará e Cruzeiro empatam pelo Brasileirão e o jejum de vitórias aumenta – 25 de Setembro de 2019

Postado em 25/09/2019 21:34


Resumo do Primeiro Tempo: O primeiro tempo não foi o dos melhores para o Ceará. Com início pegado e ofensivo, a equipe padeceu de criação em boa parte. S. Xavier foi acionado algumas vezes pela direita, mas sem sucesso. Bergson e Felipe Silva surpreendem negativamente. Torcida sem paciência. O jogo então manteve-se bastante equilibrado à medida que o acontecia. Tanto o Cruzeiro quanto também o Ceará proporcionavam-se para um ataque coletivo, porém a boa atuação dos goleiros se mantinha presente, proporcionando uma pressão ainda mais entre ambas as equipes que necessitavam do resultado para conseguir se manter em boas posições no Brasileirão. O Primeiro Tempo não foi então o mais esperado entre ambas as equipes, fazendo então com que a dificuldade de jogo ficasse cada vez mais evidente; um jogo pesado, um jogo ”truncado”. Ambas as equipes também se destacavam por uma frequência contínua quanto a passos errados, demonstrando que; embora ambos atacassem, havia uma dificuldade para a conclusão final, deixando o equilíbrio durante os primeiros 45 minutos. O que se levava então para o vestiário seria a boa atuação de ambos os goleiros que defenderam seus times e conseguiram aplicar defesas que poderiam ser ditas; ”milagrosas”.

Resumo do Segundo Tempo: O jogo começou com uma pressão de dois lances do time do Ceará, obrigando o sistema defensivo do Cruzeiro a defender-se. A princípio o tempo em questão ficava marcado com contra-ataques rápidos e constantes, por ambas as equipes. O Ceará buscava o resultado, mostrando sua raça e força, porém o Cruzeiro aplicava sua técnica e buscava o primeiro Gol do jogo, mas ambas as equipes não conseguiam obter o primeiro gol, o empate de 0 x 0 ainda se mantinha, assombrando ambas as equipes.

O decorrer do tempo fazia com que o Ceará enfim se fechasse, trancando todas as oportunidades do Cruzeiro para avançar no campo de ataque, transpondo as defesas do ”Vôzão”, o Cruzeiro então buscava obter vantagem contra o time da casa, porém sempre vinha a pecar na finalização ideal, não conseguindo reverter o que jogava em placar. O Ceará enfim, se preocupava em obter uma oportunidade adequada de contra-ataque para enfim finalizar ao fundo do gol, porém o decorrer de tudo isso se mantinha o mesmo; pressionado por ambos os lados. Aos 20 minutos o Ceará enfim parecia querer propor jogo, os jogadores avançavam contra a zaga do Cruzeiro, conseguindo obter vitórias, porém as finalizações não vinham a acontecer conforma o planejado pelo time da casa, portanto, à partir dos 20 minutos o Cruzeiro via-se pressionado, por mais que antes o time celeste era o qual mantinha pressão sobre o jogo. Em uma perigosa jogada; Matheus Gonçalves entorta Dedé e finaliza de canhota, para boa defesa de Fábio. No rebote, Felippe Cardoso finaliza para mais uma grande defesa do goleiro cruzeirense. Galhardo ainda finaliza na trave.

O Cruzeiro parecia entregar contra-ataques para o time da casa, o time de Minas se via em uma troca de passes nada agradável aos torcedores, obrigando as barreiras cruzeirenses a trabalhar com mais intensidade para defender-se dos ataques que o Ceará criava. Ceará saia então em contra-ataque após erro de Dedé, Matheus Gonçalves recebe sozinho, na grande área, pela esquerda, mas finaliza pra fora. Grande chance desperdiçada! O Ceará buscava o jogo.

O Cruzeiro parecia então se contentar com o empate contra o Ceará, uma vez que a Blitz Cearense avançava com tudo contra a Raposa, impedindo-a de ultrapassar o meio de campo com frequência, mantendo o jogo sobre o campo defensivo do Cruzeiro. Na casa dos 37, Fred então, em uma boa jogada; efetuou uma bicicleta contra o gol do goleiro do Ceará, tendo uma boa oportunidade de gol, porém Diogo Silva, bem posicionado conseguiu defender com firmeza. O Cruzeiro voltava com perigo! Após Diogo Silva evitar arremate de Fred, a bola sobra para Orejuela, que limpa o marcador e finaliza cruzado, tirando tinta da trave do goleirão cearense.

O jogo então balanceava-se no limite da emoção, entrando nos minutos finais tendo à tona um possível empate. O jogo se mantinha no mesmo na intensidade até o fim, o apito final demarcava então; Ceará 0 x 0 Cruzeiro.

Acompanhe a nossa transmissão pelo FACEBOOK

Veja também
Comentários *Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem. comentarios
WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
error: Este conteúdo é protegido!