Publicidade

Atlético-MG vence São Paulo e volta ao G-4;

Postado em 03/09/2020 22:45

BANNER FUTEBOL AGOSTO 2020

Brasileiro: Atlético-MG vence São Paulo e volta ao G-4; time paulista tem gol anulado de forma polêmica

 

Atlético-MG venceu o São Paulo por 3 a 0, nesta quinta-feira, no Mineirão, pelo fechamento da 7ª rodada do Campeonato Brasileiro, e subiu para o 3º lugar da tabela, encostando no Tricolor, que segue no 2º posto.

A partida foi marcada por uma blitz inicial dos paulistas, que desperdiçaram grandes chances de abrir o placar e tiveram um tento invalidado de forma polêmica pelo VAR (leia mais abaixo). No entanto, dos 30 minutos do 1º tempo em diante, o Galo encontrou seu gol e depois dominou o prélio em Belo Horizonte, vencendo por uma margem confortável no fim das contas.

O time tricolor seguiu em cima, e acertou novamente a trave aos 13: Paulinho Boia mandou um foguete de fora da área, que explodiu no poste superior de Rafael.

A pressão dos paulistas era intensa, e o gol parecia questão de tempo. Aos 29, Luciano chegou até a marcar, mas o tento foi anulado por impedimento.

Em um contra-ataque, porém, o Atlético foi fatal.

Aos 34, Tchê Tchê perdeu no meio, Jair deu linda enfiada para Alan Franco, que saiu na cara de Volpi. Com um leve toque, ele anotou um lindo gol e abriu o placar no Mineirão.

O São Paulo tentou reagir, com Hernanes mandando um balaço em cobrança de falta e Rafael defendendo bem.

Na volta do intervalo, Fernando Diniz mexeu no Tricolor: tirou Gabriel Sara e colocou Vitor Bueno. Depois, aos 8, sacou Hernanes e Paulinho e ingressou Igor Gomes e Brenner.

No entanto, foram os mineiros que fizeram mais um: aos 15, Jair aproveitou sobra de bola na área e mandou para dentro, ampliando a conta para 3 a 0.

O Tricolor, então, perdeu a boa organização que tinha mostrado até então, e o Atlético criava perigo em contra-ataques, como quando Keno soltou uma paulada na trave.

Os dois técnicos ainda fizeram vários mudanças em suas equipes, mas o placar não se movimentou mais.

E, no esperado duelo entre Jorge Sampaoli e Fernando Diniz, deu o argentino por 3 a 0.

 

Atlético-MG 3 x 0 São Paulo

 GOLS: Atlético-MG: Alan Franco (2) e Jair

 ATLÉTICO-MG: Rafael; Mariano, Igor Rabello, Júnior Alonso e Guilherme Arana (Fábio Santos); Jair (Guga), Alan Franco e Allan; Hyoran (Marrony), Keno (Marquinhos) e Eduardo Sasha (Savarino) Técnico: Jorge Sampaoli

 SÃO PAULO: Tiago Volpi; Igor Vinícius, Diego Costa, Léo Pelé e Liziero; Tchê Tchê, Hernanes (Igor Gomes) e Gabriel Sara (Vitor Bueno); Paulinho Boia, Luciano e Pablo (Toró) Técnico: Fernando Diniz

100º jogo entre Atlético-MG e São Paulo na história

 e  gols de Alan Franco em 11 jogos pelo Atlético-MG na temporada

O São Paulo teve 11 finalizações no 1º tempo, contra 8 do Atlético-MG

O São Paulo acertou a trave 2 vezes no 1º tempo

O Atlético-MG fez 2 gols em 4 chutes certos no 1º tempo

3º gol de Jair em 21 jogos pelo Atlético-MG na temporada

Fim da série de 3 vitórias seguidas do São Paulo

O Atlético-MG voltou a vencer após 2 partidas

O jogo acabou com 30 finalizações, 15 para cada lado


Impedimento polêmico

Quando o placar ainda marcava 0 a 0, no 1º tempo, Tchê Tchê cruzou e Luciano abriu o placar para o São Paulo.

Após análise do VAR, porém, o tento foi anulado por impedimento. A imagem disponbilizada pelo canal Premiere, que transmitiu a partida, mostrou que as linhas ficaram sobrepostas.

Segundo Renata Ruel, analista de arbitragem da ESPN, deve-se acreditar em acerto do VAR.

“Vamos pensar que a gente acredita no VAR. Se a gente acredita nele, vamos dizer que o jogador do São Paulo está em posição de impedimento, porque a linha vermelha está sobreposta, e a linha vermelha é a do jogador do São Paulo. Se a linha azul, do jogador do Atlético-MG, estivesse por cima, a gente ia falar que é posição legal. Só que a gente mal consegue enxergar a linha azul. Então, vemos que é um lance milimétrico, ajustadíssimo”, afirmou.

“Essa foi a imagem disponibilizada pelo VAR, mas eles têm outras câmeras. Possuem câmera de linha de fundo, câmera invertida, e elas permitem olhar a posição do joelho do jogador do São Paulo. Os responsáveis pelo VAR fazem todo esse processo para analisar, mas eles não disponibilizam todas as imagens para o público”, seguiu.

“Vamos acreditar que o VAR acertou e que estava, sim, impedido. Por milímetros, mas estava. Eu gostaria que o VAR desse quantos milímetros foram, mas ele não faz esse cálculo”, acrescentou.

“Temos que lembrar que impedimento no VAR também pode ter erro, porque ele é manipulado por humanos. Então, se a gente achar que o frame da bola não está exato no momento em que tem o primeiro toque do jogador, esse frame pode causar diferenças nas linhas”, argumentou.

“A gente acredita no VAR, mas tem que ter a consciência de que ele não é 100% exato ainda e nunca vai ser, por mais que a Fifa já esteja estudando uma tecnologia semi-automática para esses lances. Mas o estudo ainda está em andamento”, finalizou.


Classificação

– Atlético-MG: 3º lugar, com 12 pontos
– São Paulo: 2º lugar, com 13 pontos

 

Fonte: www.espn.com.br

Comente! *Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Publicidade
Veja também
Publicidade

Noticias relevantes:

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
error: Este conteúdo é protegido!