Publicidade

Elefanta perde pata em mina terrestre e ganha prótese gigante na Tailândia; veja o vídeo

Postado em 04/05/2021 0:00

A elefanta já ganhou dez próteses que foram ajustadas conforme seu crescimento 

Após sofrer um acidente em uma mina terrestre na fronteira da Tailândia com Mianmar, a elefanta Mosha precisou amputar uma das patas. Com uma equipe competente e disposta, essa história lamentável acabou se transformando em esperança depois que o animal ganhou uma prótese gigante.

Aos sete meses de vida, Mosha foi levada para a Fundação Amigos do Elefante Asiático, na Tailândia, que é o primeiro hospital do mundo para elefantes. Para compensar a falta da pata, a elefanta erguia o tronco e se apoiava em uma estrutura improvisada. Mas, quanto mais ela crescia, mais se tornava inviável. Por isso, eles começaram a estudar uma solução para que a elefanta recuperasse sua vida normal. Um elefante asiático vive mais de 40 anos na selva, sendo assim, eles precisavam de algo que fosse durável e seguro.

Advertisement

Muitos animais que sofrem amputações acabam sendo submetidos à eutanásia em alguns países do mundo, porém na Tailândia ela é pouco praticada. Foi ai que o cirurgião ortopédico Jungle Doctor entrou em ação juntamente com a equipe da Fundação. Eles resolveram criar uma prótese para Mosha usar. Lembrando que a primeira estrutura pesava 15 quilos e era feita de plástico, serragem e metal.

Com o passar dos meses, Mosha ganhou pelo menos dez próteses que eram ajustadas de acordo com as necessidades dela. A estrutura mais recente é sofisticada e foi feita com termoplástico, aço e elastômero.

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por Jungle Doctor (@jungle_doctor)

 

The post Elefanta perde pata em mina terrestre e ganha prótese gigante na Tailândia; veja o vídeo first appeared on Portal Amirt.

Postado originalmente por: Portal AMIRT

Comente! *Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Publicidade
Veja também
Publicidade
Publicidade
Publicidade
plataforma ead
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
error: Este conteúdo é protegido!