Rascunhos da Vida

Rascunhos da Vida: Se te faz rir, é porque te faz bem.

Postado em 16/01/2020 6:00

Adoro colecionar frases. Tenho uma planilha do Excel com frases de vários tipos, em vários idiomas, para me trazer a memória coisas engraçadas, trágicas, reais, falsas, verdadeiras, fictícias, palpáveis, abstratas.

 

Retirado do site: https://pt.freeimages.com/photo/smile-1428639

Jó 3.11

Uma das frases que eu encontrei estava numa embalagem do Café Três Corações: Se te faz rir, é porque te faz bem. Fiquei pensando naquela frase e cheguei a conclusão de que nem sempre é verdade.

Não sei quanto a você, mas já ri porque fiquei desesperado. Já ri por me machucar e não saber como proceder naquele momento. Já ri, porque fui humilhado e não queria descontar minha impetuosa fúria sobre alguém. Nem sempre rir nos faz bem.

Há alguns anos estava com o peito abafado, passava por uma crise existencial terrível, não tinha motivo para viver, não queria ser um enfado para ninguém, mas em momento algum passou em minha cabeça tirar minha vida (mas eu orava todos os dias para o Senhor me levasse). É terrível passar por um momento de tribulação, é horrível viver um momento de tormento, é doloroso sentir a dor na alma e no espírito.

Então tomei uma atitude, peguei meu carro (um Fiat Uno na época) e fui para o alto da cidade onde eu morava, chorei copiosamente por horas a fio, quanto mais eu chorava, mais o choro brotava (não sei de onde saiu tanta lágrima). Falava com Deus, reclamava com Deus, mostrava meu ponto de vista para Deus, reclamava de novo, soluçava, sufocava, respirava, quase parava. E Deus calado, ouvindo cada palavra, cada soluço, cada mudança brusca de humor.

Foi lá naquele lugar onde Deus em silêncio falou ao meu coração. Acalmei, sorri, aliviado respirei, retornei a realidade, fui para casa crendo na mudança (mudança de casa, de projetos, de sonhos, de situação) conversei com minha esposa. Oramos novamente e decidimos mudar a trajetória de nossa vida. Como não sabíamos, o porquê desconhecíamos, o para quê tínhamos a certeza. Para tanto deixamos Deus no controle total de nossa trajetória (na verdade Ele sempre esteve, mas agora entregamos de fato o leme em suas mãos) e decidimos apenas deixá-lo nos conduzir.

Jó desejava sua morte, queria ter sido um aborto, queria ter morrido após o nascimento, mas Deus tinha um projeto diferente para a vida do patriarca. O sofrimento era real, a dor presente, a perda verdadeira, mas ao mesmo tempo ele precisava confiar em Deus, precisava se entregar, precisava deixá-lo mostrar que estava no controle de toda e qualquer situação.

Se te faz rir, pode te fazer bem. Se te faz chorar, também pode, especialmente quando o choro é proporcionado por um quebrantamento real e verdadeiro na presença do Senhor. Portanto, não importa se rindo, ou chorando, nunca deixe de colocar seu coração a disposição do Senhor e Nele confiar.

Um grande e forte abraço!
Nos eternos laços do grande amor de Cristo!

Rodrigo Fonseca Andrade
Um servo que sabe que o riso e o choro fazem um bem danado!

Veja também
<
Comentários *Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem. comentarios
Autor do blog: Rodrigo Fonseca Andrade

Rodrigo Fonseca Andrade é um microempreendedor, teólogo e professor de línguas clássicas (Grego Koinê e Hebraico Massorético). Casado com Sílvia e pai de João Victor e Isabelle. Com formação em Tecnologia, Meio Ambiente e Teologia. Tem como objetivo principal tornar o conhecimento teológico simples e abrangente. Sendo assim demonstra através de fatos da vida como Deus é soberano e dirige nossa história pessoal. Neste blog você lerá, lembrará e se identificará com muitos dos fatos bíblicos exemplificados de forma simples e objetiva.

error: Este conteúdo é protegido!