Rascunhos da Vida

Rascunhos da Vida: Nem todo dia é igual…

Postado em 23/01/2020 6:00

Os acontecimentos do dia a dia não se repetem permanentemente, mesmo uma produção em série tem diferenças no seu resultado. Um parafuso nunca é perfeitamente idêntico ao outro, muito menos as ações de nossa vida.

Gênesis 2.24

Foto de Arquivo Pessoal

Há dezenove (19) anos atrás (no dia 02 de Dezembro de 2000) eu dei o meu segundo sim mais importante da vida (o segundo, porque o primeiro o dei a Cristo). Naquele dia tive a certeza que teria problemas, dificuldades, choro e dor, mas na presença de Deus e com o apoio de uma auxiliadora idônea conseguiria resolver os problemas, superar as dificuldades, transformar o choro em riso, a dor em cândido cuidado. Durante esse período descobri algumas coisas que gostaria de compartilhar.

Todos os dias eu devo buscar a presença de Deus. Um casamento só consegue superar seus problemas quando individualmente busco a presença do Senhor em minha vida, e depois como casal, nós buscamos a centralidade dele sobre o nosso lar. Sem Cristo no centro, somos como uma casa sem sustentação que com certeza irá a baixo sem perceber.

Nunca devo deixar que as desavenças se acumulem. Com certeza haverá momentos em que o nosso pensamento será diferente, ou algumas das nossas atitudes serão falhas em relação ao nosso cônjuge. Mas não podemos deixar que elas se acumulem, precisamos pedir perdão mesmo não sendo o autor da situação. Devemos no mínimo orar em nosso leito pelo cônjuge, para que no momento propício resolvamos os problemas.

Não posso deixar de demonstrar amor nos pequenos detalhes. Quando digo pequenos detalhes, não estou falando de presentes todos os dias, mas auxílio mútuo, palavras de carinho, tempo de silêncio, toque, sorriso e choro. Ajudar nas tarefas do lar é demonstração de carinho. Ofertar palavras de carinho, afeição e respeito realmente reflete o amor entre o casal. Sentar ao lado e permanecer em silêncio no momento de dor muitas vezes são procedimentos necessários. Tocar sem intenção sexual, apenas como demonstração de carinho é importante. Sorrir por atitudes acertadas, ou chorar no momento de dor, são demonstrações de amor nos detalhes da vida.

Não descuide de seus pensamentos. Não permita que seus pensamentos fiquem vagantes por muito tempo. Quanto mais focamos no vazio, mais propícios estamos a cair em pecado. Por isso Paulo exorta a pensarmos e fazermos tudo aquilo que tem alguma virtude. Então evite que seus pensamentos longe daquilo que é agradável louve o nome do Senhor.

Pense comigo, se você cuidar de seus pensamentos estando disposto a demonstrar o amor, não permitindo que as desavenças se acumulem, tendo Cristo como centro de seu lar, com certeza você poderá desfrutar de um casamento feliz com dezenove, vinte, vinte e cinco, trinta,…. anos de união.

Um grande abraço!
Nos eternos laços do amor de Cristo!

Rodrigo Fonseca Andrade
Um servo que comemora dezenove anos de casado com grandes expectativas.

Veja também
<
Comentários *Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem. comentarios
Autor do blog: Rodrigo Fonseca Andrade

Rodrigo Fonseca Andrade é um microempreendedor, teólogo e professor de línguas clássicas (Grego Koinê e Hebraico Massorético). Casado com Sílvia e pai de João Victor e Isabelle. Com formação em Tecnologia, Meio Ambiente e Teologia. Tem como objetivo principal tornar o conhecimento teológico simples e abrangente. Sendo assim demonstra através de fatos da vida como Deus é soberano e dirige nossa história pessoal. Neste blog você lerá, lembrará e se identificará com muitos dos fatos bíblicos exemplificados de forma simples e objetiva.

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
error: Este conteúdo é protegido!