Rascunhos da Vida: "Cutuca" devagar - Portal MPA

Publicidade

Rascunhos da Vida

Rascunhos da Vida: “Cutuca” devagar

Postado em 10/03/2020 6:00

Quando adolescente tinha um conselheiro espiritual (além de minha mãe). Ele me ensinou muitas coisas. Valorizava meus pontos fortes e repreendia minhas más atitudes.

Hebreus 10.19-25

Retirado do Site: https://pt.freeimages.com/photo/injured-2-1245415

Poucas vezes eu gostei de ser repreendido pois me considerava certo e muitas vezes acomodado com minhas atitudes. Quantas vezes já pensei em sair daquela igreja quando aquele irmão “cutucava” minhas feridas.

Eu podia ser um “crente eremita”, viver sozinho, isolado, sem uma comunidade pecadora (como se eu não fosse o maior), sem gente defeituosa e enjoada. Mas o confronto interno que esse amado irmão ocasionava dentro de mim, me remetia as forma de minha mãe curar nossos machucados. Eu chegava em casa todo esfolado, com machucados abertos, algumas vezes cheios de cacos de vidro, areia e madeira.

Minha mãe bondosamente (pra não dizer o que eu pensava) me enfiava debaixo de água, limpava o sangue, escovava as feridas (com escova mesmo), tirava restos de areia e outros pequenos materiais das feridas com uma pinça (daquelas usadas para manter uma sobrancelha bem alinhada), depois passava sal com vinagre e algumas vezes finalizava com merthiolate (daquele ardido) e sua pazinha que me fazia tremer por dentro só de ver.

Mas a ferida não inflamava, cicatrizava e deixava poucas marcas visíveis.

Esse autor de Hebreus sabia o que estava falando. E eu ressalto três palavras para que você não abandone sua congregação ou se acha que pode andar sozinho, reveja seus conceitos.

Consideremo-nos (katanoeö – observar, considerar, perceber, discernir. Uma palavra formada por uma partícula intensificadora “kata” e uma que significa mente, pensamento, “Noéö“). Estimularmos (paroksysmos – provocação, disputar, incitação, estimulação). Admoestação (parakaleö – chamar para perto, invocar, consolar, exortar, suplicar, desejar, auxiliar).

Não devemos ficar sozinhos ou procurar uma igreja perfeita, pois devemos “trazer para perto” os salvos por Jesus, a fim de “estimularmos” uns aos outros a mudar nossa “forma de pensar e agir”. Pense nisso.

Um grande abraço!
Nos eternos e fraternos laços do amor de Cristo.

Rodrigo Fonseca Andrade
Um servo que agradece a Deus por ter usado um “Batista Nonato” para “cutucar” minhas feridas.

Publicidade
Veja também
Publicidade

Noticias relevantes:

<
Comentários *Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem. comentarios
Autor do blog: Rodrigo Andrade

Rodrigo Fonseca Andrade é um microempreendedor, teólogo e professor de línguas clássicas (Grego Koinê e Hebraico Massorético). Casado com Sílvia e pai de João Victor e Isabelle. Com formação em Tecnologia, Meio Ambiente e Teologia. Tem como objetivo principal tornar o conhecimento teológico simples e abrangente. Sendo assim demonstra através de fatos da vida como Deus é soberano e dirige nossa história pessoal. Neste blog você lerá, lembrará e se identificará com muitos dos fatos bíblicos exemplificados de forma simples e objetiva.

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade