Infiltração, mureta baixa, junta remendada, esta é a situação da Ponte Noé Bueno

Postado em 25/04/2019 7:50

Hoje na serie Riscos Iminentes vocês vão ter a oportunidade de ver qual a situação da ponte que liga os bairros Antonio Fonseca e Esplanada. Ela foi construída há 28 anos e apresenta problemas que poderiam ter sido resolvidos de forma simples.

Em 1991 Divinópolis ganhava mais uma ponte na gestão do prefeito Galileu Machado. Naquele ano foi inaugurada a ponte Noé Bueno, mas 28 anos depois ela pede atenção dos órgãos públicos.

Infiltração, mureta baixa para proteção dos pedestres, junta de encontro remendada e claro os buracos que atingem toda a cidade. Quem chega ao município e precisa atravessa-la não consegue identificar o nome da ponte e qual o peso ela suporta.

Depois de visitarmos seis pontes, notamos que um problema apareceu em quase todas. O local abandonado se tornou ponto de uso de drogas e o excesso de possíveis fogueiras aquece a estrutura.

De acordo com o engenheiro a situação é preocupante em todas as pontes da cidade, o trabalho poderia ser feito pela gestão em um curto prazo. Em media os valores de cada manutenção não ultrapassariam 200 mil reais.

Veja também
Comentários *Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem. comentarios
WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com