Grupo entre amigos adota Centro de Artes do Santuário

Postado em 23/07/2019 10:52

Você já ouviu falar do projeto ‘adote um bem público’? Algumas entidades de Divinópolis estão se unindo para cuidar de espaços públicos, até então, abandonados. Hoje a gente vai ver que o grupo entre amigos, que realiza todos os domingos, uma feira de artesanato, quer adotar o Centro de Artes, que há vários anos, não tem recebido atenção do poder público.

Praça Benedito Valadares. Cercada pelos prédios, o Santuário de Santo Antônio e as árvores. Aqui, meio que de forma tímida, está o Centro de Artes. Criado com o propósito de ser ambiente cultural, por muito tempo ficou dessa forma. Abandonado e sem nenhum tipo de manutenção por parte da prefeitura.

No centenário de Divinópolis, aqui passou por reformas, mas o abandono foi longo. Uma parceria entre o município e o grupo entre amigos quer dar ao espaço o seu real motivo de existência. Mostrar que Divinópolis valoriza a essência cultural.

O projeto adote um bem público partiu de uma iniciativa da câmara municipal. O vereador autor da lei é o líder do governo Eduardo Print Junior (SD). A lei permite que o interessado adote um espaço, mas que apresente uma carta de intenção, deixando claro quais serviços e atividades serão executados naquele espaço.

Desde março, cerca de 30 barracas são montadas aqui aos domingos, na feira permanente de artesanato. E são esses feirantes, que pertencem ao grupo entre amigos, os responsáveis por cuidar da manutenção do Centro de Artes. Mas para que o projeto seja visto na prática, será necessário o apoio da população.

Desde que a base comunitária da Polícia Militar se instalou na Praça do Santuário, muita gente tem frequentado mais o espaço. A praça fica no coração da cidade e tem amplo espaço de lazer, principalmente para as crianças, mas pra quem frequenta aqui, se o Centro de Artes cumprisse seu propósito, seria totalmente diferente.

Veja também
Comentários *Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem. comentarios
error: Este conteúdo é protegido!