Publicidade

Militar diz que primeira experiência com a maconha o levou dos EUA ao Quênia

Postado em 09/04/2021 7:40

Mesmo que a Câmara dos Representantes dos Estados Unidos tenha aprovado um projeto para descriminalizar a maconha no país no final de 2020, nem todos os norte-americanos têm boas histórias a contar sobre a erva.

Um deles é Greg Kelly, um fuzileiro naval reformado que se tornou uma personalidade de TV, com programas na Fox e atualmente na rede conservadora Newsmax. No Twitter, o veterano foi sucinto sobre a experiência de fumar maconha. Ele afirma que “brincou” com a erva no Kentucky (EUA) e só foi voltar a si em Nairóbi, capital do Quênia na costa leste africana, quatro dias depois.

Como era de se esperar, o relato virou motivo de piada na rede social e na imprensa dos Estados Unidos. O site Military Times, especializado em notícias militares, suspeita que a maconha de Kelly tenha sido misturada com fenciclidina, uma droga anestésica que pode causar efeitos neurológicos muito mais potentes que a maconha.

Advertisement

Comente! *Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Publicidade
Veja também
Publicidade
Publicidade
Publicidade
plataforma ead
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
error: Este conteúdo é protegido!