Publicidade

Henrique e Juliano detonam gravadora, expõem golpe e verdade vem á tona

Postado em 29/12/2020 14:45

Após abandonarem a Som Livre e consagrarem “Liberdade Provisória” como a música mais tocada de 2020 na DeezerHenrique e Juliano abriram o jogo e detonaram sua ex gravadora, que passa por problemas financeiros e será vendida aos boatos de falência.

Em uma entrevista ao colunista Leo Dias, a dupla sertaneja falou sobre sua carreira e aproveitou para ressaltar o quanto a Som Livre ajudou sua música a chegar ao público, mas foram sinceros ao admitir que não viviam apenas de coisas boas.

Segundo Henrique, a primeira voz da dupla com Juliano, existiam cláusulas desconhecidas que a Som Livre colocou em seus contratos, o que acabou impossibilitando eles de romper o contrato facilmente. O sertanejo ainda ressaltou que não tinham liberdade para fazer suas escolhas, e que os bastidores da gravadora eram insuportáveis:

“Quando a gente terminou o nosso contrato, a gente viu que não eram cinco anos. A gente viu que existiam clausulas que perduravam. O último disco. Não tinha liberdade. Terminou o nosso contrato e agora estamos livre. Então não é ‘som livre”, disparou.

Comente! *Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Publicidade
Veja também
Publicidade

Noticias relevantes:

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
error: Este conteúdo é protegido!