Publicidade

Onda Roxa estadual autoriza funcionamento de igrejas

Postado em 17/03/2021 18:16

O governo do de Minas autorizou, nesta quarta-feira (17), que igrejas e templos religiosos podem funcionar na Onda Roxa do programa Minas Consciente. Até então, a deliberação estadual não esclarece se os espaços podiam abrir. 

Segundo o governo do Estado, “o livre exercício de culto religioso é garantido constitucionalmente”, no entanto, devido às restrições por conta da pandemia, será necessários que os espaços restrinja o número de pessoas, adote medidas de higiene e mantenha o distanciamento social, além do uso obrigatório de máscara.

A Arquidiocese de Belo Horizonte, que também representa os municípios ao redor da capital, diz que cada comunidade tem seguido as normas municipais. Em Belo Horizonte, de acordo com a prefeitura, a situação permanece a mesma desde o último final de semana: os espaços podem abrir para visitação individual, contudo não estão autorizados a receber celebrações e cultos coletivos.

Advertisement

Em Divinópolis o Bispo Dom José Carlos disse que “nossos municípios vão chegando ao limite da capacidade de responder às demandas crescentes e desordenadas dos infectados pela COVID-19. Os hospitais que estão nas nossas cidades maiores e as unidades de saúde menores chegaram ou estão à beira da lotação máxima para pacientes com o Coronavírus. Há filas de espera! Um absurdo! Situação de verdadeira mistanásia, ou seja, morte precoce e evitável de indivíduos vulneráveis socialmente e consumada por incapacidade de serem cuidados pelos serviços públicos e privados de saúde, em clara violação do direito à vida e à saúde. Sabemos que houve e há descuidos, adiamentos, inabilidades, negacionismos da parte dos governantes, mas também precisamos reconhecer irresponsabilidades e abusos por grande parcela da população. Tudo isto nos trouxe até este lamentável colapso”. 

Deste domingo, dia 14 de março de 2021, na Diocese de Divinópolis, onde as secretarias municipais tiverem determinado assim (como na cidade de Divinópolis e outras), as atividades litúrgicas e religiosas estarão suspensas (todas elas!), as celebrações voltarão a ser com pequenas equipes e transmitidas pelas mídias paroquiais, “havendo obrigatoriedade para o recolhimento das pessoas a partir das 20:00h, as celebrações virtuais que forem à noite devem terminar em tempo hábil para que as pessoas que colaborarem nelas possam cumprir esta exigência”.

O Bispo ainda declara “Se não houve normativas municipais, mas a pandemia mostra sinais de avanço e descontrole, peço que os párocos/administradores paroquiais decidam por suspender toda e qualquer atividade e restringir o atendimento paroquial. Se houver permissão para que as Igrejas fiquem abertas, poderão permanecer abertas para orações pessoais tão somente. Não dá para retardar iniciativas quando a vida está em jogo! Não se brinca com a vida! Não se debocha da pandemia! Não se resiste a uma vacina! Não se pode fantasiar que está tudo bem e sob controle”.

Enfim pede a vacina. “Para sermos exemplares no cuidado, como fomos até aqui, e para não favorecer o movimento de pessoas e aglomeração delas para a atividade religiosa, vamos entrar de novo para nossas casas, Igrejas domésticas, mesmo que já cansados de estar lá, e de lá suplicar o poder de Deus para que se estabeleça a vitória sobre este momento. Que venha a vacina, rápido, para todos, sem injustiças!”

Comente! *Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Publicidade
Veja também
Publicidade
Publicidade
Publicidade
plataforma ead
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
error: Este conteúdo é protegido!