Veja o impacto das chuvas e atuação dos bombeiros no Norte de Minas - Portal MPA

Publicidade

Veja o impacto das chuvas e atuação dos bombeiros no Norte de Minas

Postado em 29/12/2021 15:12
Publicidade

Veja o impacto das chuvas e atuação dos bombeiros no Norte de Minas

Até o momento, cerca de 80 comunidades rurais e 8 residências foram afetadas nos municípios da região

As chuvas seguem atingindo o Norte de Minas, com 212 profissionais do Corpo de Bombeiros e agências de segurança atuando principalmente em Porteirinha, Rio Pardo e Salinas (cidades mais atingidas). Conforme a corporação, as unidades locais receberam reforço do Batalhão de Emergências Ambientais e Resposta a Desastres – Bemad, para apoio nos municípios. As equipes permanecem realizando vistorias, atendendo ocorrências e monitorando áreas de risco. Ainda não há registro de vítimas feridas ou fatais.

Salinas

Na cidade de Salinas, 38 idosos precisaram ser realocados após alagamento de asilo, na última segunda-feira (27). Cinco famílias foram desabrigadas, sendo levadas para abrigos provisórios da prefeitura. Além disso, cerca de 70 comércios e 236 residências ficaram alagados ou inundados pelas chuvas.

O município decretou situação de emergência devido a inundação e alagamento de vários bairros. O Corpo de Bombeiros, em conjunto com a Defesa Civil, Polícia Militar e a Prefeitura, atuam em força tarefa para salvar quem teve sua casa alagada. Nesta quarta-feira (29), deve ser dada a continuidade dos trabalhos, com vistorias nas áreas de risco.

Rio Pardo de Minas

No município de Rio Pardo de Minas, o rio de mesmo nome transbordou e deixou vários moradores ilhados, sendo resgatados por força tarefa que uniu bombeiros, Polícia Militar, Cemig, Defesa Civil Estadual e Municipal. Ao menos 8 casas foram interditadas, mas ainda não há registro de mortos ou feridos.

Porteirinha

Para Porteirinha foram designados bombeiros de Janaúba devido a cheia do Rio Mosquito, que inundou o centro e alguns bairros da cidade. Algumas famílias foram retiradas de suas casas e realocadas com parentes ou abrigos provisórios.

As equipes permanecem na cidade realizando vistorias, atendendo ocorrências e monitorando áreas de risco em Porteirinha, Rio Pardo e Salinas (principais cidades atingidas). Ainda não há registro de vítimas feridas ou fatais.

 

Publicidade