Regional: Uma gari de 43 anos é suspeita de ter assassinado o companheiro, com uma facada no peito, homem foi encontrado nu - Portal MPA

Publicidade

Regional: Uma gari de 43 anos é suspeita de ter assassinado o companheiro, com uma facada no peito, homem foi encontrado nu

Postado em 02/03/2022 9:44
Publicidade

 
Uma gari de 43 anos é suspeita de ter assassinado no início da noite de segunda-feira (28/2), o companheiro, de 48 anos, com uma facada no peito, em uma residência da pequena cidade de Água Comprida, no Triângulo Mineiro, que tem cerca de 2 mil habitantes e fica a cerca de 50km de Uberaba. As informações são do jornal Estado de Minas.
 
A suspeita, que foi presa em flagrante pela Polícia Militar (PM), inicialmente disse aos militares, na entrada do local do suposto crime, que estava tudo bem e que seu marido havia entrado no banheiro para tomar banho.
 
No entanto, quando a equipe da PM entrou na casa, acompanhada de socorristas da ambulância municipal, encontrou a vítima nua, praticamente sem sinais vitais, com ferimento no peito e sentada no chão do banheiro, com as costas encostadas na parede.

Suspeita relatou duas versões

A gari, ainda conforme o registro policial, primeiro confessou o crime e disse que a motivação foi ocasionada por ciúmes dele, sendo que, em determinado momento, o aposentado pegou uma faca e partiu para cima dela. No entanto, ela disse que conseguiu se desviar da agressão, tomou a faca dele e o acertou no peito.
 
Instantes depois, ela mudou a sua versão, dizendo que após ele tentar acertá-la com uma faca teria golpeado o próprio peito
 
De acordo com relato do vizinho da residência do casal à PM, inicialmente, a sua avó ouviu pedidos de socorro da vítima, na porta da casa dela, sendo que ele disse que havia sido esfaqueado pela companheira. Logo depois, ainda segundo a testemunha, a vítima voltou correndo para sua casa.

Suspeita ingeriu bebida alcoólica 

Conforme o registro da PM, durante o seu depoimento a gari apresentava hálito etílico, olhos injetados e movimentos descoordenados.
 
Ela recebeu atendimento médico e foi constatado hematoma no seu olho direito. Após o atendimento, foi conduzida à Delegacia de Plantão da PC de Uberaba.

 
Ainda segundo a PM, há sete registros de boletins de ocorrência em nome do casal, devido a brigas, lesão corporal, agressão, ameaça e ações preventivas.
 
Faca com sangue foi apreendida
 
Uma equipe da perícia da Polícia Civil (PC) de Uberaba compareceu ao local do suposto homicídio e recolheu a faca que teria sido usada no crime, com vestígios de sangue. Segundo a Polícia Civil, a suspeita foi ouvida pela autoridade policial na Delegacia de Plantão em Uberaba e autuada em flagrante por homicídio.
 
Ela foi encaminhada ao sistema prisional, onde está à disposição da Justiça. A investigação segue em andamento para completa apuração dos fatos.
 
Foto: Prefeitura de Água Comprida/Divulgação

Publicidade