Publicidade

Procurador do MPF afirma que Vale viola direitos dos atingidos em Brumadinho

Postado em 21/03/2019 15:12

 

 

 

Em audiência pública realizada pela Comissão de Direitos Humanos da Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG), na última quarta-feira (20), o procurador do Ministério Público Federal (MDF), Edmundo Dias, e a Defensora Pública do Estado de Minas Gerais,  Carolina Morishita, afirmaram que a Vale continua violando os direitos das vítimas atingidas pelo rompimento da barragem Córrego do Feijão, em Brumadinho, na grande Belo Horizonte.

Durante a comissão presidida pela deputada Leninha (PT), Edmundo Dias e a defensora pública, Carolina, comentaram a demora no cadastro das famílias que vão receber auxílio mensal da mineradora, e ainda ressaltaram a dificuldade de deslocamento dos moradores na região. “Na sexta-feira passada nos discutimos durante a reunião os acessos às estradas que estão bloqueadas, com situação precários e até pontes de madeira. A Vale precisa se comprometer a recuperar estradas”, comentou Dias.

Edmundo ainda disse que na mesma audiência realizada na sexta-feira, foi noticiado que um caminhão caiu em uma das estradas devido a precariedade dos acessos. Segundo ele, “apesar da cobrança, a Vale não quis se comprometer naquele momento”.

Dentre os principais problemas enfrentados pela população, Carolina Morishita ressalta que a falta de informação à população é mais um dos descasos da Vale com os moradores de Brumadinho. “A informação não é apenas o direito de todos os atingidos, mas de todos os cidadãos brasileiros. As comunidades não sabem quando vão receber o auxílio emergencial. As contas estão vencendo, a renda deles está baixa e eles não têm nenhuma informação”.

Nesta quinta-feira (21) a Vale vai realizar uma nova reunião com os dois órgãos para informar como se encontra a situação do pagamento da verba mensal aos atingidos.

produção central Amirt de noticias 

Comente! *Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Publicidade
Veja também
Publicidade

Noticias relevantes:

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
error: Este conteúdo é protegido!