Publicidade

Prefeito de Nova Serrana cobra soluções por parte da Copasa

Postado em 16/01/2019 11:06

Os últimos dias de dezembro de 2018 e os primeiros dias de janeiro de 2019 foram marcados por problemas em abastecimento de água no município de Nova Serrana. Visando buscar uma solução definitiva para esses problemas, o prefeito Euzebio Lago se reuniu com o superintendente de Operação Centro e Oeste da Companhia de Saneamento de Minas Gerais (Copasa), João Martins de Rezende, e com o gerente de Distrito, Daniel Antunes Neto.

Na reunião foram abordados os frequentes casos de falta de água em diversos bairros de Nova Serrana, sobretudo em dezembro de 2018; as questões relacionadas ao aspecto da água tratada entregue nas unidades consumidoras; e ainda sobre o andamento das obras de construção da nova ETA às margens do rio Pará e interligação do sistema de reservatórios, além da situação referente à coleta e tratamento de esgoto.  

Sobre a falta de água ocorrida em dezembro de 2018, João Martins justificou que o atual sistema de captação e tratamento de água do município está trabalhando no limite da capacidade. Além disso, ocorreram vazamentos imprevistos em diversas redes de distribuição na área urbana, que provocaram desabastecimento em diversos bairros. Em relação ao aspecto da água fornecida aos consumidores, que tem apresentado cor escura, o superintende justificou que as chuvas ocorridas no final do ano deixaram o rio Pará com alta turbidez. Somado a isso, os filtros do atual sistema de tratamento, localizado no bairro São Marcos, não conseguem mais melhorar o aspecto da água nessas condições.

Ainda de acordo com João, a finalização das obras da nova ETA nas margens do rio Pará solucionará de vez os problemas de captação, tratamento e abastecimento em Nova Serrana. Os trabalhos estão 90% concluídos e a Copasa deverá assumir as obras, de forma emergencial, para colocar o novo sistema em funcionamento.

Com relação à interligação do sistema de abastecimento aos novos reservatórios construídos nos bairros Planalto, Fausto Pinto, Montserrat, Mariana Martins (dois reservatórios) e Serra Dourada, apenas dois deles ainda não foram interligados (Fausto Pinto e Planalto), os demais estão com obras a serem concluídas, com a instalação de equipamentos eletrônicos de controle.

Sobre as obras de ampliação e melhorias do sistema de esgoto sanitário de Nova Serrana, as obras estão concluídas. Foram instalados mais de 3.100 metros lineares de interligações de redes coletoras de esgotos, além da recuperação de 120 metros de interceptores.

Para o prefeito Euzebio Lago, o atual governo municipal tem cobrado e os resultados já aparecem. “Nova Serrana é a cidade que mais cresce em Minas, e desde a assinatura da concessão dos serviços de água e esgoto, por gestores do final da década de 90, por um período de 30 anos, Nova Serrana sofre com serviços que não atende as demandas da população. Desde 2017, já estivemos inúmeras vezes na diretoria da Copasa em Belo Horizonte. Conseguimos avanços como as melhorias do sistema de esgoto sanitário de Nova Serrana, onde já temos quase 100% do esgoto domiciliar coletado e tratado. Além disso, as obras da nova estação de tratamento de água avançaram como nunca antes, entre 2017 e 2018. Nossa intermediação junto à diretoria da Copasa, superintendência e gerência local já mostram resultados, com as obras já sendo finalizadas. Nosso governo municipal vai entregar para a população uma nova Estação de Tratamento de Água que atenderá o presente e futuro de Nova Serrana. Teremos uma Nova Serrana maior e melhor de se viver”, afirmou o prefeito.

Comente! *Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Publicidade
Veja também
Publicidade

Noticias relevantes:

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
error: Este conteúdo é protegido!